Windows 8

Ele já anda por aí à solta há largos meses (desde outubro), mas não foi exatamente uma corrida à lojas para ir a buscar o Windows 8. Na verdade bem pelo contrário, faz lembrar quando saiu o Windows Vista, em que os clientes iam à loja ver se podiam TIRAR o Vista e voltar a ter o XP de volta.

Windows 8
Windows 8

Já muitos devem ter pelo menos experimentado o Windows 8 e caso tenham gostado, ficam a saber que são uma pequena minoria.

Tem aspetos positivos, sim senhor, é muito rápido a arrancar, mas mesmo muito rápido. Nem sequer parece o bom velho Windows que demora quase 5 minutos a ficar pronto.

Como é que o Windows 8 consegue ser tão rápido a iniciar? Bem, a resposta é obviamente: batota.

Todas as versões de Windows (e de quase qualquer outro sistema operativo) são bastante rápidas a iniciar quando são novinhos em folha. O problema é que com a utilização e a instalação e desinstalação de programas o sistema operativo vai ficando cada vez mais “pesado” e mais lento a iniciar.

Os tais 5 minutos para arrancar não são um exagero. Um Windows já com algum uso consegue mesmo demorar 5 ou mais minutos a ficar pronto a utilizar. O Windows 8 consegue fazer o serviço muito mais rapidamente. Com o uso também vai ficando mais lento, mas nada que se compare com as “pausas para café” dos Windows anteriores.

O Windows 8 consegue estes tempos extraordinários porque, na verdade, nunca chegar a desligar-se completamente. Quando ordenamos ao Windows que se desligue, o que ele faz é copiar parte da informação em memória RAM para o disco do computador, entrando depois em hibernação. Da vez seguinte não precisa de passar por todos os passos para reiniciar o computador, apenas volta a ler a informação para a memória.

Apenas precisa realmente de reiniciar para instalar algumas atualizações do sistema.

Uma pequena “batota”, mas muito eficaz.

O maior problema do Windows 8 aparece depois de arrancar: o ecrã de início!

É que a barra de tarefas e o botão do windows desapareceram. E os ícones também desapareceram. Na verdade desapareceu todo o ambiente de trabalho! Foi substituído por uma “parede de azulejos interativos”.

A ideia é que o ambiente seja igual no computador de secretária, no tablet e no telemóvel. Até pode ser que seja agradável no telemóvel e no tablet, mas todos se queixam que não faz muito sentido no computador de secretária.

Ainda por cima, as aplicações passaram a ocupar TODO o ecrã e não existe nem barra de menus, nem botões, nem maneira de mudar o tamanho dos programas (nem maneira de os fechar). Há um “modo de compatibilidade” para aplicações “antigas” (ou seja, aplicações do Windows 7) em que aparece o ambiente de trabalho “normal”, com ícones e menus, mas SEM O BOTÃO INICIAR!

Não há mesmo botão iniciar!

Como é que se iniciam os programas sem o botão iniciar?! Bem, é uma autêntica aventura.

Além das alterações de aspeto, há outras coisas que mudaram no Windows 8:

  • O Antivirus Security Essentials é incluído de raiz no Windows;
  • Controlo parental mais avançado, para permitir aos pais controlarem melhor o que os filhos podem ou não fazer no computador;
  • Integração muito próxima com as contas online da Microsoft (Outlook, Skydrive, Skype);
  • Integração com a consola Xbox 360;
  • Acesso a uma loja online onde se podem adquirir programas (alguns gratuitos, outros pagos).

Em março a Microsoft anunciou que ainda durante o ano de 2013 espera disponibilizar uma atualização gratuita, conhecida internamente com o nome de código “Blue” e que será lançada com o nome oficial “Windows 8.1”. Esta atualização estará disponível na loja do Windows 8 para testes a partir de 26 de junho.

Mas há algumas coisas que não mudam, o infame “ecrã azul da morte” que o Windows apresenta quando ocorre um erro fatal, continua a ser azul.

BSOD

Mas se já estão fartos de ecrãs azuis, sempre podem ir para pastos mais verdes.

Anúncios

One thought on “Windows 8

  1. Eh! Eh! Pois, quando se trata de sistemas opetrativos, pensar em “bugs” é mais ou menos a mesma coisa que pensar em Windows… O Windows é como uma manta rota, na qual se vão aplicando remendos, esticando e passando a ferro para esconder as rugas… 😀
    Mas, infelizmente, a mentalidade das pessoas é muito ddifícil de mudar. Por isso continuam a usar o mesmo de sempre, sempre mau, quando não a piorar, em vez de mudarem para sistemas mais estáveis, seguros e grátis, como o Linux que, ainda por cima, funcionam! 😀

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s