Sonho

– Porquê?

Porquê agora, porquê a mim?

Por que é que a vida tem de ser assim?

Não quero ter de acordar,

Ver o meu corpo no espelho.

Não me quero sentir pesado,

Sentir que vivo no passado.

Não!

Quero ser leve, quero voar

Quero ser alado, quero sonhar.

– Eu não te entendo,

Apenas te percebo.

Apenas sei que queres liberdade.

Queres ver o mundo como eu o vejo

Queres voar, ter mais felicidade.

– Felicidade?

Onde, se eu apenas sinto desconforto?

Ninguém concorda comigo.

Isto mais parece um sufoco!

Quero voar: não tenho asas.

Quero sentir as nuvens, não consigo…

Quero ser como tu!

– Vendo a tua reação

Não consigo dizer que não.

Se voar é o teu querer,

É isso que te vou oferecer.

Deixo-te as minhas asas

E com elas as minhas penas.

Agora voa: vê o mundo

Voa e canta com as borboletas!

Amélia Silva, 8ºB

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

%d bloggers like this: