Sarau de Fim de Ano

A noite de Sexta-feira, em Mação, foi noite de festa. O Agrupamento de Escolas Verde Horizonte, marcando o final de mais um ano letivo, organizou, novamente, o seu tradicional Sarau, no Cine-Teatro de Mação; um fantástico espetáculo proporcionado a toda a comunidade maçaense pelos nossos queridos alunos.

 

Sob a coordenação da professora Alexandra Ribeiro, a equipa de professores e funcionários responsáveis pela sua execução levou a cena uma retrospetiva dos anos 60, ao longo da qual largas dezenas de alunos deram o seu melhor para total gáudio da enorme assistência que enchia completamente aquela sala de espetáculos.

Como já vem sendo habitual, a festa do Agrupamento contou a presença do seu Diretor, Dr. José António Almeida que foi o anfitrião na receção ao Sr. Presidente da Câmara Municipal de Mação que, mais uma vez, prestigiou o acontecimento com a sua presença, enfatizando a estreita colaboração existente entre as duas instituições.

Texto e fotos: professor João Pinheiro

 

Poema

O Sol

 

O sol é uma estrela do sistema Solar

Que parece estar sempre a cantar

É o responsável pela vida no nosso planeta

Sem o uso da chupeta

E do centro gravitacional

Que não se pode mudar de canal.

 

O Sol é composto por núcleo

Tenho que comprar o mercúrio!

 

Zona de radiação.

Nunca praticai natação!

Zona de convenção.

No mundo não falta é tentação!

Fotosfera, cromosfera

Na floresta encontrei uma fera!

 

Coroa, mancha solar.

Eu não gosto nada de cantar!

Grânulos e proeminência solar.

Eu não estou a sonhar!

 

Sem uma superfície definida.

Nada de fita por medida!

E uma densidade de gases e materiais.

Porque é que há cantorias?

Que formam o Sol

Sem colocar a chave de Sol.

 

Os mais importantes são

O nosso querido coração hidrogénio.

Onde posso encontrar o génio?

O hélio e o seu oxigénio?

 

O carbono e o ferro?

Tenho que passar a minha roupa a ferro!

O enxofre, o néon, o nitrogénio

Ainda falta o silício e o magnésio.

 

Tem composição de elementos pesados.

Mas cuidado com os tarados!

Com o ouro e o urânio.

Tem atenção ao teu crânio!

 

O Sol exerce um forte campo magnético.

Mas porque é que o meu cão é tão patético?

Que muda de direcção?

Mas com muita acção!

A cada 11 anos e interferindo.

Mas sempre rindo!

 

Na Terra e os planetas do sistema solar.

Sem o radio a funcionar!

E possui um ciclo de vida.

Sempre tão contida!

 

Mateus Fouto, 7B

Há Debate na escola!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fotos de Margarida Cardoso
No dia 03 de abril, do corrente ano letivo, assistimos ao primeiro debate seguindo o modelo parlamentar britânico, organizado e dinamizado pelo Clube de Debate do agrupamento.
A atividade foi um sucesso!
Os alunos Clara Minhoto, da turma 10º A, do curso de CT, Marta Mousaco, Henrique Silva, Gonçalo Sereno, Khel Huot e Igor Valente, da turma 10ºB, dos cursos de CT e SE e Daniela Martins, João Delgado, Amélia Silva, Leonor Bento, Ana Carolina Marques, Mónica Marques, e Inês Pereirinha da turma 12ºA, dos cursos de CT e LH apresentaram fortes argumentos ao debater as moções “A Fome será erradicada dos países pobres num futuro próximo” e “Fame is not an easy thing to deal with”
Esta atividade destinou-se a alunos do ensino secundário e contou com a presença das docentes Alexandra Ribeiro e Lucília Nogueira que integraram o júri e a Dra. Rosa Walpole, membro da ESU, organização não governamental sem fins lucrativos com décadas de história e que foi buscar inspiração nas mais antigas sociedades de debate britânicas.

O Clube de Debate teve o apoio da SDAL, Sociedade de Debates Académicos de Lisboa e da ESU, na figura da Dra. Rosa Walpole que confessou o seu entusiasmo pela excelência, desenvolvimento de ideias e da articulação do conhecimento dos nossos alunos.

Texto de Sílvia Ramadas

Coordenadora do Clube de Debate

Violência

Diga não à violência!

O Combate à Violência

 

A violência é muito frequente no nosso dia a dia e neste país, que é considerado como o país vitorioso, devemos de torná-lo num lugar ainda melhor. Eu propunha acabar com a violência porque é uma falta de respeito para com o colega agredirem-se sem necessidade alguma, devia de haver paz, alegria e principalmente o amor e o carinho.

Não é correto termos um menino a gozar com o outro, a bater-lhe e a chamar-lhe nomes, devia de pensar no que realmente está a fazer, se está a ter uma atitude correta para com ele, se está a ser amigo, se é bonito andar aos empurrões, bater-lhe e gozar com ele. Temos de agir de forma correta, ser amigos uns dos outros, tentar ajudar quem precisa, porque só assim se conseguirá alcançar os seus objetivos.

O meu apelo é “ povo unido jamais será vencido” e este país é assim. Todas estas pessoas que são violentas com as outras, se calhar devem pensar um pouco, refletir no que estão a fazer e depois olharem-se ao espelho e verem se acham correto o seu comportamento, se é justo tornarem-se pessoas assim, ou antes serem humildes com as outras pessoas. Nestes casos vou dar um conselho: pensem carpe diem, aproveitem a vida, cheios de energia e confiança porque assim todo este mundo é melhor e que sejam muito felizes alcançando sonhos e os seus objetivos.

 

Mariana Mousaco, 7ºB

Novidades, Sugestões de Leitura

Rob.png

Robinson Crusoé, um náufrago que sobrevive a tempestades e furacões, a piratas gananciosos, a selvagens canibais e à vida solitária numa ilha deserta. Com imaginação e habilidade, constrói casas, barcos e ferramentas que lhe permitem viver décadas longe da civilização.

A equipa da Biblioteca Escolar,
António Bento

Novidades, Sugestões de Leitura

Receitas

Este livro constitui um precioso guia para quem se pretende lançar….

A equipa da Biblioteca Escolar,
António Bento

Estatísticas da Biblioteca Escolar

top1(10)

Clica na foto para veres todas as estatísticas.

Já podes consultar algumas das estatísticas da Biblioteca Escolar referentes ao mês de maio.

A equipa da Biblioteca Escolar
António Bento