VISITA DE ESTUDO DA TURMA MAC1- 1º ANO

DSC02423(Clica na foto para veres as restantes fotografias.)

No passado dia 26 de maio, a turma do 1º ano deslocou-se ao Palácio Nacional de Mafra e à Aldeia de José Franco- Sobreiro (Mafra). Os palácios fazem parte do imaginário de todas as crianças e num ano em que fazia parte do Programa de Português a leitura obrigatória de vários contos (Iniciação à Literacia) fez todo o sentido esta visita. Fomos recebidos por um grupo de voluntários que nos apresentaram o conto “O rei soneca” e que nos guiou pelo convento… O nosso bem haja a estes carinhosos voluntários que recebem bem e transformam esta atividade numa magia de verdadeira História!

Os alunos ficaram fascinados com a imponência do Palácio, do Jardim do Cerco, da Aldeia de José Franco, mas gostaram sobretudo das brincadeiras que tiveram nos diferentes parques infantis por onde fomos passando…

Professora Olinda

Salida de Estudio a Elvas

Este slideshow necessita de JavaScript.

En el primer día de abril de 2014, los alumnos de secundaria, acompañados por algunos de sus profesores, fueron a visitar la ciudad de Elvas.

Por la mañana, los alumnos visitaran el Museo Nacional Militar, donde vieron una gran cantidad de objetos militares restaurados.

A la hora de la comida, los alumnos comieron en el comedor de la escuela secundaria D. Sancho II.

Después, el autobús llevó los alumnos al fuerte de Santa Luzia. A partir de ese fuerte, los alumnos tuvieron la oportunidad de ver una parte de la ciudad de Elvas y mirar al fondo Badajoz. El guía del fuerte les mostró el interior del fuerte, la capilla y la casa del gobernador.

Posteriormente, los alumnos fueron otra vez a la escuela secundaria D. Sancho II para asistir a dos obras de teatro, una representada por alumnos de una escuela de Mérida, Los locos de Valencia, y otra por sus profesores, La Celestina. Los alumnos tuvieron la oportunidad de oír la lengua española y adquirir nuevo vocabulario.

Por fin, los alumnos regresaron a su instituto, cansados, pero contentos por haber vivido esta experiencia inolvidable.

Esta visita solo fue posible a través de la colaboración de las profesoras de español y de los profesores que acompañaron a los alumnos. También es importante nombrar el profesor Carlos Beirão, profesor en la escuela secundaria D. Sancho II, que estuvo siempre disponible y listo para ayudar en la preparación de la visita.

Alumnos de Español 10º A (Continuación)

BARCELONA … UN MISTERIO DESCUBIERTO

grupo

Foto de Helena Marques

Al principio fue algo efímero, pero con el tiempo todos los recuerdos se convierten en eterno en lo que llamamos conciencia.

Cuando nos propusieron viajar a Barcelona, la curiosidad y la voluntad de ampliar nuestros horizontes nos llevaron a decir que sí.

          Cuando llegó el día, estábamos conscientes de la importancia de los profesores del Atelier de Español y del Club Europeo ya que organizaron el viaje y pudieron pagar algunas entradas y, por lo tanto, reducir el coste que correspondía a cada estudiante individualmente.

30 de abril… Realmente el viaje había empezado y teníamos más y más razones para sonreír. La noche (en autobús) la pasamos durmiendo, a veces mejor alojados, a veces menos acomodados, pero nos dio el suficiente descanso para el día que se siguió.

Llegados a Barcelona, visitamos uno de los puntos más altos (Montjuïc) en que era posible tomar en cuenta la grandeza, la belleza y el misterio de la ciudad que todos estábamos con ganas de descubrir. Vimos el Estadio Olímpico, el Museo Nacional de Arte de Cataluña y por último, pero no menos importante, el Camp Nou – Estadio del F.C. Barcelona. A continuación, los choferes hicieron un viaje panorámico por algunos lugares de interés de la ciudad.

Después, fuimos al hotel y luego recuperamos fuerzas, en la playa, porque el día siguiente se anunciaba agotador.

02 de mayo… El grupo entero se despertó temprano, con gran expectativa para cumplir el plan que teníamos. Para empezar, fuimos a la Sagrada Familia. Almorzamos en el Puerto Nuevo, cerca del mar y aún tuvimos tiempo para algunas compras en el centro comercial. Al inicio de la tarde, visitamos el Parque Güell, la CosmoCaixa, las Casas de Gaudí y por último las famosas Ramblas. En las Ramblas andamos por el Mercado de la Boquería, un mercado lleno de olores y colores. Al final de la noche y del día, asistimos a un verdadero espectáculo de luces, agua y música… las Fuentes Mágicas. Aquí lo pasamos genial. ¡Que guay!

03 de mayo… Hora de regresar a casa. El viaje resultó muy animado, con momentos para descansar, otros para relajar y otros para aprender algo de geografía. Y, todavía, había tiempo para una visita panorámica a Madrid…

          El tiempo pasó corriendo, pero es impensable que todos los recuerdos permanezcan sin registro como un tatuaje en nuestra mente.

          Ya los choferes, como la ciudad, superaron nuestras expectativas y ayudaron a realizar nuestro sueño. Esto sólo fue posible a través de su profesionalismo y sentido de humor.

          Para concluir, hay que agradecer a nuestros profes y a nuestros padres, pues sin ellos este viaje no habría sido posible…

Escrito por:

Ana Rita Lopes

Beatriz Branco

Sílvia Martins

10ºA

Visita de Estudo à Unidade Hospitalar de Tomar

No passado dia 21 de março, a turma do 11ºC, do Curso Profissional de Técnico Auxiliar de Saúde, realizou uma visita de estudo à Unidade Hospitalar de Tomar, organizada pelos professores Ana Santos e Jorge Estrela.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A visita, no âmbito das disciplinas de Higiene, Segurança e Cuidados Gerais, Saúde e Gestão e Organização dos Serviços de Cuidados de Saúde, teve como objetivos: caracterizar as diferentes unidades e serviços tendo em conta a natureza da prestação de cuidados na rede nacional de cuidados de saúde; identificação da tipologia do equipamento e materiais por serviço; reconhecer e contextualizar as técnicas de higiene, conforme a eliminação fisiológica numa unidade hospitalar; identificar os diversos passos da higienização de roupas, espaços, materiais e equipamentos; distinguir as tarefas que têm de ser executadas sob supervisão do profissional de saúde que podem ser executadas sozinho.

A turma teve a oportunidade de visitar e observar o Serviço Central de Esterilização e o Serviço de Oftalmologia. No Serviço de Esterilização observou-se as diferentes etapas da Esterilização, desde a lavagem até ao armazenamento, visionou-se os esterilizadores, o embalamento e a monitorização. Observámos também uma sala de armazenamento e uma sala onde é feito o encaminhamento do material esterilizado para outras unidades hospitalares/saúde, tais como as do Entroncamento, de Torres Novas e centros de saúde de Tomar.

Já no serviço de Oftalmologia, a turma pode observar as salas de internamentos. Visitou-se os quartos, a enfermaria, as casas de banho, a sala de sujos (lixo) e o armazém, onde estão todos os materiais utilizados pelo Serviço de Oftalmologia. Podemos também observar os elevadores, que estão classificados de acordo com a sua função: para transporte de visitas; para transporte de doentes; para transporte de profissionais; para o transporte de limpos; para transporte de sujos.

Com esta visita, e com todo o esclarecimento das enfermeiras, conseguimos perceber melhor o nosso papel como técnicos auxiliares de saúde num hospital, e que não servimos apenas para “limpar”. O nosso papel numa unidade hospitalar é muito importante. Somos fundamentais para o bom funcionamento de uma unidade hospitalar.

Vanessa Silva nº 21

Supervisão pedagógica e científica:

professora Ana Santos e professor Jorge Estrela

Fomos a Mafra


isabe3l.docx

A pré-leitura de cerca de quinhentas páginas da obra “Memorial do Convento”, de José Saramago, possibilitou, no imaginário dos alunos das turmas A e B do 12º ano de escolaridade, no dia vinte e um de novembro, a recriação de um grandioso palácio, construído por gente pobre em bens materiais mas rica em bens do coração, pobre em conhecimentos mas rica em sabedoria.

“Era uma vez um Rei que fez a promessa de levantar um convento em Mafra. Era uma vez a gente que construiu esse convento. Era uma vez um soldado maneta e uma mulher que tinha poderes. Era uma vez um padre que queria voar e morreu doido. Era uma vez”…

Chegados, então, à vila de Mafra, confirmou-se a monumentalidade do convento, tão grande que nenhum par de olhos ficou indiferente ao poder e respeito transmitidos por esta “desproporção”. À entrada da basílica, sentimo-nos pequenos devido à magnitude do monumento, concebido à custa dos muitos trabalhos e infinitos sacrifícios daqueles que só hoje são vistos como verdadeiros Heróis, os verdadeiros construtores da História.

A encenação da obra, posta em palco pela companhia de teatro Éter enfatizou a caracterização/caricatura ridicularizada de D. João V, não como “construtor” de Mafra, mas como construtor de miniaturas, que ocupa os seus ócios e demonstra as suas habilidades, “ sem esforço, sem canseira, sem riscos”. Aqui é também fielmente retratada a história de amor, verdadeiro e eterno, entre Baltasar e Blimunda, bem como o desejo do Padre Bartolomeu de Gusmão “que queria voar” na Passarola, objeto construído a partir da partilha de saberes e da colaboração entre personagens de classes sociais distintas: Bartolomeu Lourenço (nobreza/clero), Baltasar e Blimunda (povo) e Scarlatti (nobreza).

Tal como José Saramago, com esta visita pudemos concluir, in loco, que a construção do Convento de Mafra, apesar de ter contribuído para o enriquecimento do País, originou o sofrimento de um povo, tratado como um objeto, que obedecia às ordens e caprichos do rei, aquele que sacrificou todos os homens válidos e a riqueza do país na construção do “seu” Convento de Mafra.

Prof.ª Isabel André e os alunos de Português do 12º Ano

Visita de Estudo Semana Aberta da Ciência e Tecnologia da Universidade de Aveiro

IMG_5851 - A

Foi no dia 20 de novembro de 2013 que a turma do 11ºC ingressou numa viagem até à Universidade de Aveiro, com o intuito de aprender mais sobre o curso Técnico Auxiliar de Saúde.

Quando lá chegamos, pela manhã, iniciamos com uma atividade, denominada “Fisiotec”, onde nos explicaram como fazer fisioterapia em casa, utilizando as novas tecnologias. Este projeto foi lançado no mês de junho deste ano. Depois desta apresentação dirigimo-nos ao refeitório da Universidade para almoçar.

Continuando a nossa visita fomos para a atividade “Cuidados de saúde com contexto hospitalar”, onde durante duas horas observamos uma unidade de cuidados de doentes hospitalizados, alguns materiais e equipamentos hospitalares, empacotamento de material para esterilizar e a separação de resíduos hospitalares.

Ao final da tarde acabamos com a atividade “Ser terapeuta da fala é…”, onde nos dividimos em três grupos e seguimos para as seguintes atividades: disfagia; como manter a voz saudável; o que é um terapeuta da fala.

No final desta grande visita destacamos o acolhimento da Universidade de Aveiro, que nosrecebeu muito bem e aos professores, Ana Santos e Jorge Estrela, que nos acompanharam e “aturaram” ao longo desta visita.

Ana Sofia da Silva Martins, nº4

Carolina Alves Agostinho, nº8

Orientação pedagógica e científica:

professores Ana Santos e Jorge Estrela

Visita de estudo à Peggy Sage

IMG_0223

  No dia 21 de novembro, a turma do Curso de Educação e Formação de Estética do Corpo e do Rosto deslocou-se à Peggy Sage, em Alverca, para observar a dinâmica de uma empresa de produtos de estética quer ao nível da comercialização quer ao da aplicação dos mesmos.

                No tocante à comercialização, as alunas ficaram a par dos produtos de maior qualidade e da melhor maneira de os vender junto de potenciais clientes. Relativamente à utilização, tiveram oportunidade de assistir e colaborar em tratamentos do rosto e das unhas.

                Foi uma visita proveitosa e motivante para o nosso futuro.

Tatiana Coelho- nº22 /CEF – 1A

Clube Europeu – Sintra revisitada

DSCN0535

Foto de Sílvia Ramadas

Professores e alunos membros do Clube Europeu deslocaram-se a Sintra, no dia 16 de outubro, para uma visita ao Parque e Palácio da Pena e ao Chalet da Condessa de Edla. Depois de alguns quilómetros de caminhada pelos trilhos da serra de Sintra, foi tempo de chegar ao centro histórico e percorrer ruas e ruelas encantadoras e recatadas. O descanso dos guerreiros e guerreiras veio a seguir com uma paragem na Piriquita II, onde todos saborearam a típica queijada ou o maravilhoso travesseiro. Sintra … o que dizer – É sempre bom voltar e há sempre mais para descobrir!

A equipa do Clube Europeu

Intercâmbios em Espanhol – A visão dos alunos

SDC11909(Clica na foto para veres a reportagem fotográfica completa.)

No âmbito do Atelier de Espanhol e do Clube Europeu, vários alunos partiram de Mação no dia 24 de abril com rumo a Madrid.

Chegámos a Madrid de manhã e fomos para a escola dos nossos colegas espanhóis com quem iriamos fazer o intercâmbio. Antes de fazermos o intercâmbio tínhamos escrito cartas para os alunos espanhóis e às quais eles responderam. Já na Escola, tivemos que encontrar o aluno que nos respondeu. Depois fizemos algumas atividades para pôr em prática tudo aquilo que tínhamos aprendido nas aulas de Espanhol.

Pela tarde passeamos por Madrid e visitámos a  Plaza Mayor entre outros sítios emblemáticos em Madrid. Em seguida, fomos jantar e, por último, dirigimo-nos para a residencial onde iríamos passar a noite.

Dia 26 de manhã acordámos, tomámos o pequeno-almoço e visitamos um pouco mais de Madrid. Visitamos também o Museo del Prado que foi muito interessante. Depois almoçámos, tivemos um pouco de tempo para compras e no final do dia regressámos a Portugal.

Inês Pereirinha, 8ºC

Este ano, pela primeira vez, nos dias 24, 25 e 26 de abril os alunos do Clube Europeu e Atelier de Espanhol do Agrupamento de Escolas Verde Horizonte rumaram em direção à parte oriental da Península Ibérica.

De malas e bagagens, pela calada da noite, o autocarro transportou os alunos e os seus professores até ao encontro da capital espanhola, Madrid.

Com o nascer do sol, chegámos a Madrid. A hospitalidade dos alunos espanhóis da escola “IES Arcipreste de Hita” fez com que o intercâmbio realizado entre estas escolas tenha tido como ponto alto o relacionamento e desenvolvimento da língua espanhola.

Com a sensação de dever cumprido recarregamos baterias com um almoço tipicamente espanhol pois sabíamos que ainda tínhamos Madrid e os seus monumentos para descobrir.

Fascinados com o encanto da cidade madrilena e contagiados pela emoção de ter conhecido a Catedral de Almudena, a Puerta del Sol, a Plaza Mayor e o famoso Museo del Prado.

Estes dias foram aproveitados da melhor forma e só por si estas palavras não podem descrever o brilho dos nossos olhos, ao desfrutar deste tempo passado com qualidade, empenho e dedicação.

Desejo que no futuro outros intercâmbios se possam realizar.

Mª Leonor Bento nº12 8ºB

“¡Hala Madrid!”

Nos dias 25 e 26 de Abril cerca de 50 alunos da escola de Mação tiveram a oportunidade de fazer uma viagem de 7 horas rumo à capital espanhola.

Partimos dia 24 à noite, fizemos algumas paragens, conversamos, dormimos (pouco) e dia 25 pelas 8h estávamos em Madrid! É difícil descrever o que se sente quando entramos naquela cidade enorme, é, sem dúvida, um “mundo”.

Ficamos numa pousada (“The Living Room Hostel”) bastante acolhedora e os espanhóis mostraram sempre um lado simpático e caloroso. Quem disse que não gostam dos portugueses?

Dirigimo-nos depois à escola, IES ARCIPRESTE DE HITA, onde fomos bastante bem recebidos. Os alunos eram um pouco diferentes de nós, mas não foi preciso muito tempo para que nos juntássemos e começássemos então a conversar, partilhar ideias, cultura, falámos de tudo um pouco… Tivemos também atividades relacionadas com poesia, dançamos, jogamos futebol e claro, ouvimos os nomes “Cristiano Ronaldo” e “Mourinho” imensas vezes. Fizemos o lanche da manhã com eles no qual provamos um pouco da gastronomia espanhola mas onde pudemos apreciar melhor essa gastronomia foi ao almoço e jantar uma vez que fomos a restaurantes. Provámos a famosa Paella entre outros pratos bastante diferentes dos pratos portugueses, é esse um dos aspetos em que Portugal ganha, a comida!

Pela tarde de dia 25 e dia 26 visitamos os pontos mais conhecidos de Madrid, fizemos um peddy-paper, visitamos a Plaza de España, Palácio Real, Catedral de Almudena, Plaza Mayor, Puerta de Alcalá, Plaza de Cibeles (local onde o Real Madrid festeja quando é campeão),  Hard Rock Café, entre outros sítios que nos deixaram maravilhados com a sua beleza… O último sítio que visitamos foi o Museu do Prado, aí vimos grandes obras de grandes artistas, não o conseguimos ver na sua totalidade devido à dimensão deste museu, mas sem dúvida que valeu a pena a visita.

Durante a tarde comprámos as “prendinhas” para quem por cá ficou e voltámos a Portugal, vínhamos felizes, mais ricos culturalmente. Foi uma viagem divertida e chegámos então a Mação, com um sorriso no rosto e com a vontade de voltar…

Vânia Marques 12ºA

Nota: As fotos foram gentilmente cedidas pelos alunos e professores que participaram na atividade.