Exposição – Perspetiva Cónica do Quadrado

Perspetiva Cónica do Quadrado

Esteve patente entre os dias 27 e 31 de janeiro a exposição com o tema “Perspetiva Cónica do
Quadrado” com trabalhos do 9º ano, da turma B, estes realizados na disciplina de educação
visual.


Os alunos utilizaram para a sua concretização várias técnicas, tendo esta unidade de trabalho
como objetivo a perceção do objeto em 3D a partir de um ponto de vista do observador.

 

Professora Camila Fernandes

 

 

Croissant

Ingrédients

300g de farine sans levure;

140 ml d’eau;

140 ml de lait demi-écrémé;

55 g de sucre en poudre;

40g de beurre non salé;

11 g de levure de boulanger;

12 g de sel;

280 g de beurre non salé;

1 jaune d’oeuf M.

 

Les procédures

(masse)

1 : Sur un large et lisse banc, mettre la farine en tas, puis faire une tombe au milieu.

Ajouter le lait lentement.

2 : Ajouter le beurre et la levure, ajouter tous les ingrédients progressivement.

3 : Engager des mouvements concentriques.

4 : Commencer à travailler la pâte à deux mains jusqu’à ce qu’elle soit homogène.

5: Former une boule et placez-la dans un bol large et profond.

Couvrir avec du film alimentaire. Laisser le bol à la température ambiante et laissez-le lever pendant 15 à 30 minutes.

 

Beurre

6: Couper le beurre en tranches et les placer alignées entre deux feuilles de papier sulfurisé.

7: Rouler la pâte jusqu’à former un rectangle de 1 mm de hauteur.

8: Réserver le beurre entre des feuilles de papier sulfurisé (dans un endroit frais).

 

Mélanger

9: Étendre sur un comptoir fariné.

  1. Mettre le beurre sur la pâte et retirer la feuille de papier sulfurisé.
  2. Plier la pâte en quatre parties.
  3. Étendre et plier la pâte 5 à 6 fois pour créer de fines couches dans la pâte. Sacher que la pâte ne doit pas rétrécir et que le beurre ne doit pas fondre. Si cela se produit, remettre la pâte au réfrigérateur (maximum 30 minutes).
  4. Jeter les côtés de la pâte et observer les fines couches – le succès de la pâte réside dans la fusion parfaite de la pâte avec le beurre.

 

La forme du croissant

  1. Étaler la pâte parfaite en forme de rectangle. Faire une coupe longitudinale.
  2. Couper les triangles le long de la masse comme dans l’image.
  3. Rouler le croissant:

(1.) Étendre légèrement la pointe du triangle.

(2.) Couper la base du triangle

(3.) Rouler jusqu’à former un croissant

(4.) Tourner légèrement les pointes des croissants vers l’intérieur.

 

Cuisson

  1. Placer les croissants sur une plaque à pâtisserie recouverte de papier sulfurisé et laissez reposer 30 à 40 minutes. Badigeonner de jaune d’oeuf et cuire à 180 ° C pendant 20 minutes ou jusqu’à coloration dorée.
  2. 18. Les croissants sont prêts à manger. Accompagner de confitures ou de pâte à tartiner.

Desfile de Carnaval

Este foi o primeiro ano que o Agrupamento de Escolas Verde Horizonte fez um desfile de Carnaval juntando os alunos do Jardim de Infância, do 1.º, 2.º e 3.º ciclos e Secundário do concelho de Mação que percorreram diversas ruas da vila a partir do largo da feira.

O tema da minha turma foi “O planeta Terra” e para o desfile pensámos numa frase que tivesse o número de letras correspondente ao número de alunos, ou seja 21. A frase era “Vamos preservar o planeta Terra.” Mas como esta frase tem 22 letras a nossa Diretora de Turma também participou e fez a letra “V.” A mim calhou-me a letra “E.”

Nas aulas de Educação Visual e Tecnológica desenhámos as letras e recortámo-las, mas também construímos mascarilhas a partir de cartão fino.

Nas aulas de Cidadania e Desenvolvimento tínhamos decidido levar um prato de papel ao pescoço onde colámos diversas imagens do planeta Terra. Nas primeiras sete a Terra aparecia saudável e feliz, nas sete seguintes já estava muito doente devido à ação do Homem que o tem vindo a destruir e nas últimas sete o nosso planeta já estava novamente recuperado graças à nossa intervenção para o preservarmos.

Em casa recortei um pedaço de cartão grosso e pintei nele uma imagem grande do planeta Terra.

 

Beatriz Barreta N.º3 do 5.ºB

Desfile de Carnaval

No dia vinte um de fevereiro, o Agrupamento de Escolas Verde Horizonte organizou uma atividade, um desfile sobre o Carnaval, no qual a minha turma participou.

O desfile tinha um mote que era “Alterações climáticas, Reciclagem e Problemas Ambientais”, e cada turma escolhia o seu subtema. O escolhido pela minha turma foi “O planeta Terra” e tínhamos duas opções: ir de t-shirt azul que representa o planeta Terra ou fazer um fato ao nosso gosto com materiais recicláveis.

Eu optei pelo fato e construí uma saia feita apenas com folhas de jornal que tinha muitas dobragens.

Todos fizemos umas máscaras e ainda umas letras em tamanho grande que formavam a seguinte frase “VAMOS PRESERVAR O PLANETA.“

A concentração foi no largo da GNR e percorremos várias ruas da vila de Mação, conjuntamente com os alunos do Jardim de Infância e das Escolas Básicas de Mação, de Cardigos e do Carvoeiro.

E foi um dia em grande! Eu pelo menos adorei, só senti falta de um pouco de animação musical.

 

Maria Miguel Dias de Heitor Loio N.º21 do 5.º B

Desfile de Carnaval

No Carnaval

O tema era a Educação Ambiental.

 

Fizemos uma frase que nos fez perceber

Que o Planeta Terra devemos proteger.

 

De planeta nos vamos mascarar

Para a Terra poder ajudar.

Reduzir, reutilizar e reciclar

São algumas coisas que temos de efetuar.

 

Fomos desfilar

A beleza do planeta Terra fomos mostrar.

 

Nós temos de agir

Para o planeta não poluir!

 

Beatriz Lopes N.º3 e Beatriz Santos N.º4 do 5.ºB

               

 

Concurso Nacional de Leitura

Decorreu no dia 4 de fevereiro  no auditório Elvino Pereira  o Concurso Nacional de Leitura, fase municipal, tendo sido apurados os seguintes alunos distribuídos pelo diferentes ciclos.
Estes alunos irão agora concorrer à fase Intermunicipal do Concurso de Leitura que se irá realizar no dia 23 de abril na Sertã.
Professor António Bento

 

Plano de Turma 11º B – “Tempos de Mudança – Sustentabilidade e Alterações Climáticas”

Os alunos da turma B, do 11º ano deram asas à sua imaginação ao elaborarem vários cartazes em suportes e recursos materiais que remetem para a sustentabilidade. Deste modo, ao longo destas últimas semanas que antecederam o Carnaval, dedicaram o seu tempo à elaboração de cartazes que pretenderam alertar toda a comunidade escolar para a problemática das alterações climáticas e para a necessidade da preservação do planeta, temáticas escolhidas pelos alunos para serem trabalhadas no Plano da Turma.

Várias disciplinas, como a Economia, o Espanhol e o Inglês colaboraram para que os cartazes, já prontos, pudessem ser usados no “Desfile de Carnaval do Agrupamento 2020”, destacando-se o seu caráter de protesto e de manifestação por um planeta mais sustentável e limpo e assim articulando a temática escolhida com o tema selecionado pela UE para o ano letivo 2019/20, “Alterações Climáticas, um desafio para a Europa” e com a proposta do Clube Europeu para um evento de agrupamento.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A Diretora da Turma: Sílvia Ramadas

DESFILE DE CARNAVAL 2020

Destinado à Comunidade Educativa, mas interagindo com toda a comunidade local, no passado dia 21 de fevereiro, o Agrupamento de Escolas Verde Horizonte de Mação realizou a atividade transdisciplinar “Desfile de Carnaval 2020” pelas ruas de Mação.

O desfile foi agendado para as  10 horas e 30 minutos, sendo a concentração, a partida e a chegada marcadas para o Largo da Feira, estabelecendo-se o itinerário: Largo da Feira, Rotunda dos antigos Bombeiros, Câmara Municipal de Mação, Rua Padre António Pereira de Figueiredo, Rua Monsenhor Álvares de Moura, Igreja Matriz, Rua Pina Falcão, Rua Francisco Serrano, Rua Padre António Pereira de Figueiredo, Câmara Municipal de Mação, terminando, de novo, no Largo da Feira.

Esta atividade decorreu nos segundo, terceiro e quarto tempos letivos da manhã e as turmas foram acompanhadas pelo respetivo professor, seguindo o horário habitual, sendo, posteriormente, ao quinto tempo letivo, retomada a planificação inscrita no horário semanal.

O desfile mobilizou todo o Agrupamento, teve a preocupação atual da preservação do meio ambiente e do nosso planeta, sendo subordinado ao tema da sustentabilidade e da preservação do meio ambiente. Os materiais utilizados foram preferencialmente, claro, reutilizados e ou reciclados, a fim de reduzir, evidentemente, fazendo jus à regra dos 3 R pela prática – despertando para a problemática ambiental e resumindo numa só atividade o aprender a conhecer, a fazer, a viver juntos e a ser. Permitiu, ainda,  interagir com a comunidade local numa perspetiva de abertura da escola ao meio exterior e de valorização das tradições.

Fotos: professor José Gonçalves e

texto: professora Anabela Ferreira.

AMOR NÃO RIMA COM DOR!

A violência doméstica é uma das temáticas da área de Cidadania e Desenvolvimento que tem merecido uma atenção muito particular por parte dos alunos do Curso Profissional de Estética.  Deste modo, nas disciplinas de Português e de Inglês, os discentes realizaram, em articulação curricular (DAC), diversas atividades que deram voz às suas preocupações e anseios sobre estra atual e preocupante realidade.  Os trabalhos realizados figuraram numa exposição intitulada  “ Amor não Rima com Dor”/ “Love  isn’t pain” que no dia 14 de fevereiro, especialmente dedicado ao amor e aos afetos, marcou destacável presença no átrio do pavilhão B, junto à secretaria.

Por entre balões pretos e vermelhos, em que foram registados sugestivos slogans de apelo à não violência conjugal, ou apenas frases que exprimiam o genuíno sentimento amoroso, foram expostos singelos cartazes em que, de forma expressiva,  se definia em inglês o que é e o que não é considerado amor: “love is…” ; “Love isn’t…”

Em português, surgiram, também, elucidativos anúncios de sensibilização contra a violência conjugal, apelando à denúncia dos maus tratos físicos e/ou psicológicos e indicando a APAV (Associação Portuguesa de Apoio à Vítima) como resposta à dor e sofrimento de tantas vítimas.

Numa altura em que, apesar das inúmeras campanhas de sensibilização contra a violência doméstica, as estatísticas da mesma continuam a aumentar a um ritmo assustador, pretendeu-se com esta atividade demonstrar que também na escola muito se pode fazer para combater esta atroz realidade, porque… a educação, o conhecimento e a informação são as armas mais poderosas para combater a violência!

As professoras Clara Neves, Mónica Santos

e os alunos do Curso Profissional de Estética

 

La Chandeleur … a Festa dos Crepes

P_20200205_110204-COLLAGE

“La Chandeleur é uma festa religiosa cristã que celebra a Apresentação de Cristo no Templo, quarenta dias após o seu nascimento. O seu nome deriva da palavra “chandelle” (vela). Conta-se que para recompensar os peregrinos acabados de chegar a Roma, o Papa Gelásio I (492-496) ordenava a distribuição de crepes.

Atualmente, La Chandeleur celebra-se em França a 2 de fevereiro, mas ao longo de todo o mês, confecionam-se e comem-se crepes, com os amigos, em casa e na escola.

Esta deliciosa tradição francesa foi, há semelhança de outros anos, festejada também na nossa escola no passado dia 6 de fevereiro, com a preciosa colaboração dos alunos do 11º e 12 ano do Curso Profissional de Cozinha e Pastelaria que se disponibilizaram para confecionar deliciosos crepes que deliciaram miúdos e graúdos ao longo de todo o dia.

P_20200205_110204

Nas aulas de Francês do 3º Ciclo e de Comunicar em Francês dos cursos profissionais, os alunos elaboraram cartazes sobre esta tradição e pesquisaram receitas de crepes e provérbios populares alusivos a esta festividade, partilhando os seus trabalhos no projeto eTwinning – “Traverser des Frontières, élargir les horizons”!

P_20200205_104729

Vive les crêpes, vive La Chandeleur !

As professoras Clara Neves e Ana Gameiro