Experiência de vida

Quem viveu mais Primaveras
Tem mais anos, é certo
Mas possui mais sabedoria!

Tem a experiência
Que a vida lhe deu
Em cada ano que viveu.

As suas vivências podem partilhar
E os nossos conhecimentos aumentar.
E a felicidade alcançar
Se com os jovens lidar!

Beatriz Barreta do 5.ºB

Sem pontapés na gramática!

2. Coitado do número treze!

Treuze ou treze?!

Há falantes da nossa língua que ao pronunciarem este número cardinal – 13 – alongam a primeira sílaba em ditongo: treuze. Este desvio à norma deve-se, provavelmente, a algum regionalismo. No entanto, e regionalismos à parte, apesar de todo o respeito que merecem, todos nós aprendemos na escola as normas vigentes. Assim sendo, a norma de 13, tanto na oralidade como na escrita, é treze, sem ditongo…

Para bem falares e bem escreveres não percas a próxima rubrica de Sem Pontapés na Gramática.

Até para a semana e… cuidado com a língua!

As professoras: Clara Neves e Ana Gameiro

Sem pontapés na gramática!

A língua é um dos traços mais importantes da nossa identidade nacional, logo é preciso valorizá-la.

Uma língua tão rica quanto a nossa, a tão nobre língua portuguesa, tem naturalmente muitas rasteiras e ratoeiras, mas basta um bocadinho de atenção para não resvalarmos na gramática.

Sabias, por exemplo, que uma ovelha é ronhosa e não ranhosa, mesmo que ande constipada? E que a expressão “mal e porcamente”, usada erroneamente por muitas pessoas, nada tem a ver com os simpáticos suínos?

Na rubrica Sem pontapés na gramática vais ficar a conhecer alguns dos erros mais comuns que desgraçam a ilustre língua portuguesa.

Por isso, se queres ler, escrever e falar sem erros, acompanha os artigos publicados no teu jornal escolar online e torna-te um mestre na arte de bem falar e bem escrever em bom português.

As professoras,

Ana Gameiro e Clara Neves

 

  1. “Nós” e “A gente”…

As voltas que a língua dá (ou que a gente dá) às palavras que, coitadas, não têm culpa do desconhecimento dos seus falantes!

Ouve-se às vezes dizer que é incorreto o uso da expressão “a gente”. Ora, o que é incorreto é usar a expressão “a gente” com o verbo na primeira pessoa do plural!

A gente” pede, assim, o uso do verbo na 3.ª pessoa do singular e “Nós” usa-se com o verbo na 1.ª pessoa do plural.

Concluindo:

“A gente fazemos”? Não!!! “A gente faz.” Ou então: “Nós fazemos.”

Para bem falares e bem escreveres não percas a próxima rubrica de Sem Pontapés na Gramática.

Até para a semana e… cuidado com a língua!

O local onde estudo

– Olá, eu sou a Rita, gosto de estudar, mas também tenho aqueles dias em que não me apetece fazê -lo!
Estudo em casa, no meu quarto ou no escritório, quando o meu quarto está a ser ocupado pela minha irmã com quem partilho o quarto. Normalmente, estudo sozinha mas, de vez em quando, estudo com a ajuda dos meus pais e dos meus irmãos.
Costumo estudar na secretária que tenho no meu quarto e com a luz de um candeeiro que está em cima da mesma e que ilumina da esquerda para a direita. Coloco sempre a minha mala perto de mim e tenho uma prateleira só com os meus livros, cadernos, dossiês e utensílios que preciso para trabalhar.
Não tenho televisão no quarto, só tenho um rádio que, por vezes, ligo quando já não estou a fazer os trabalhos, para me distrair e animar, dançar e cantar.
O meu local de estudo é bastante agradável, silencioso, arejado, confortável. Gosto bastante dele como é e estou muito satisfeita com o que tenho!

Ana Rita Claro do 5.ºB

A primeira semana de aulas

No dia 13 de setembro de 2019, pelas 9 horas, começaram as minhas aulas na escola nova! Estava um bocadinho ansiosa!
Dirigi-me à sala B5 com os meus colegas, onde conhecemos a nossa Diretora de Turma, a professora Lígia Silva.
De seguida, passamos à nossa apresentação, respondendo às seguintes questões: “Quem sou eu?/De onde vim?/O que é que gostava de ser quando fosse grande?”
No dia 16 preenchemos a caderneta do aluno e fomos dialogando sobre os diversos pontos que nela constavam.
Fizemos a eleição do Delegado e do Subdelegado de Turma. Dialogámos bastante sobre as qualidades de um Delegado de Turma, pois tem muitas responsabilidades!
Na quarta-feira falámos sobre o acolhimento afetivo que é fundamental para construirmos a amizade, para o nosso bem-estar, etc. Dialogámos ainda sobre as seguintes regras:
1 – Arrumação da sala e dos materiais: nós devemos fazer isto após cada atividade, mas especialmente no final do dia é importante deixar a sala limpa e arrumada. Isso reforça o nosso sentido de planeamento, de ordem e de responsabilidade.
2 – Arrumação das roupas: esta é outra oportunidade para nós desenvolvermos hábitos independentes de nos vestirmos e treinarmos habilidades motoras. Também nos ajuda na memória e no sentido de responsabilidade sobre os objetos que levamos e trazemos para a escola.
3 – Itens para levar para casa: frequentemente nós levamos para casa mensagens, bilhetes, trabalhos para fazer, livros ou objetos emprestados… o que ajuda também no processo de memorização.
4 – Dever de casa: se houver dever de casa, o ideal é que nós o façamos de forma sistemática, por exemplo, todos os dias ou num dia determinado. Dever passado, deve ser cobrado e cumprido – isto é essencial para desenvolvermos o sentido de responsabilidade.
5 – Saudações calorosas: são essenciais para constituir e reforçar laços de afetividade entre os que nos rodeiam, os colegas, os adultos e os professores. Além disso, é o momento de interações e troca de informações entre professores e pais.
Na última aula com a Diretora de Turma, dessa semana, fizemos o resumo do que aprendemos nestes cinco dias de forma a ter um bom ano escolar.

Ana Rita Claro do 5.ºB

“La Toussaint”, a festa de todos os santos

No dia 1 de novembro, comemora-se em França La Toussaint  – o dia de todos os santos, também festejado no nosso país. Tanto em Portugal, como em França, é hábito prestar homenagem aos entes queridos que já partiram, pelo que os cemitérios se enchem de gente e de flores. 

Na nossa escola,  esta data foi assinalada com uma bonita exposição alusiva às suas tradições, com diversos trabalhos elaborados pelos alunos que estudam Francês. Eis mais algumas curiosidades sobre esta festa:

  • Nesta altura do ano, em que o outono já pinta de tons dourados a natureza e o primeiro frio se faz sentir, os alunos franceses podem gozar as suas primeiras férias escolares, durante um período de 15 dias.
  • Em Portugal, as crianças pedem bolinhos de porta em porta, no dia 1 de novembro, e deliciam-se com variadas e saborosas broas. E em França existe algum doce típico desta época? Os alunos de Francês foram pesquisar e descobriram que sim. Entre várias iguarias, destacam-se as deliciosas “niflettes“, um bolinho redondo feito à base de frutos secos, entre os quais as amêndoas e os pinhões.Por fim, aqui ficam alguns provérbios franceses alusivos a esta quadra:

             “Vent de Toussaint, terreur du marin.”

( Vento de “Toussaint”, o terror do marinheiro.)

           ” S’il fait du soleil à la Toussaint, l’hiver sera précoce”

( Se estiver sol no dia de “la Toussaint”, o inverno será precoce.)

À bientôt!

Professora: Clara Neves

 

 

 

 

 

 

Uma vida nova

Era o primeiro dia de aulas e eu perguntei à minha mãe onde ficavam as salas e ela disse para não me preocupar, porque ia correr tudo bem. Quando cheguei à porta da sala fiz o que a minha mãe dissera “- Filha, entra com o pé direito!”

Adorei ver as minhas amigas e foi muito divertido!

Visitamos os diferentes espaços da escola e fiquei a adorar a escola nova…É uma vida nova!

Resultado de imagem para escola

Maria Lóio do 5.ºB

O meu primeiro dia de aulas

O meu primeiro dia de aulas foi muito divertido!

Quando cheguei à escola reencontrei alguns dos meus amigos, mas não tivemos muito tempo para conversar, pois logo a seguir tocou a campainha.

Ao princípio foi tudo muito confuso!

Depois de algumas aulas, lanchámos e brincámos até serem novamente horas para ir para a sala de aula.

Eu pertenço ao Ensino Articulado e como as aulas do Canto Firme ainda não tinham começado tive a tarde livre.

Esta escola é divertida, mas foi difícil deixar a outra, porque estive lá durante vários anos. Mas agora é uma nova etapa da vida e é muito fixe!

Resultado de imagem para material escolarBeatriz Lopes do 5.ºB