VII CONCURSO DE POSTAIS DE NATAL – FRANCÊS


novo-apresentacao-do-microsoft-powerpoint

À semelhança dos anos letivos anteriores, os alunos de Francês do 3º Ciclo colocaram à prova a sua arte e criatividade, elaborando postais de Natal, nos quais registaram em francês mensagens de boas festas. Desta feita, foram galardoadas com o primeiro prémio, as seguintes alunas:
7ºAno – Beatriz Matos (7ºA)
8ºAno – Daniela Lourenço (8ºA)
9ºAno – Mª João D. Louro (9ºA)
Todos os postais se encontram expostos na Biblioteca da escola.
Para as vencedoras do concurso e para todos os participantes, votos de um feliz Natal e excelente Ano Novo!

As professoras de Francês,

Clara Neves

Ana Gameiro

Joaquina Esteves

Anabela Ferreira

CLUBE DE FRANCÊS – SORTEIO DO CABAZ DE NATAL

img_20161216_223834

À semelhança dos anos anteriores, o Clube de Francês sorteou mais um magnífico cabaz de Natal cuja verba angariada contribuirá para a realização de uma visita de estudo a França já em 2017.

O sorteio do cabaz foi realizado no dia 16 de dezembro ao longo da gala de entrega de prémios aos alunos do Agrupamento, tendo a sorte batido à porta do senhor Manuel Branco, residente em Aboboreira.

Ao feliz contemplado, votos de um feliz Natal e excelente Ano Novo!

 

As professoras de Francês,

Clara Neves

Ana Gameiro

Joaquina Esteves

Anabela Ferreira

CERIMÓNIA DO HASTEAR DA BANDEIRA ECO-ESCOLAS

Este slideshow necessita de JavaScript.

No passado dia 7 de novembro o Clube Eco-Escolas do Agrupamento de Escolas Verde Horizonte – Mação organizou, mais uma vez, a Cerimónia do Hastear da Bandeira Verde, galardão máximo atribuído pelo trabalho desenvolvido no anterior em prol do ambiente.

Numa cerimónia simples, para além de apresentarmos à comunidade escolar o novo Clube Eco-Escolas, revelámos os nossos dotes de dança e alegrámos ouvidos e olhos de todos os presentes com um espetáculo de dança a que se seguiu o Hastear da Bandeira Verde.

Gostaríamos de contar com a presença de todos nas atividades propostas pelo Clube.

Participa nas atividades do Clube, todas as quartas-feiras das 13h às 15h:30 minutos, na sala A10.

O AMBIENTE agradece.

Professora Manuela Alves

Comemoração do centenário de Vergílio Ferreira

convite-vergilio-ferreira-lisboa

No âmbito da comemoração do centenário de Vergílio Ferreira (1916-2016), o Arquivo Nacional da Torre do Tombo  e a Câmara Municipal de Gouveia, promovem a exposição VERGÍLIO FERREIRA: Espaço do (In)visível, patente de 6 de dezembro a 31 de janeiro de 2017.

Horário: segunda a sexta feira, 9h30 – 19h30 ; sábado, 9h30 – 12H30

Entrada livre.

Contribuição: professor António Bento

UMA AULA DIFERENTE NA IGREJA MATRIZ DE MAÇÃO

           igreja

 No dia 25 de novembro de 2016, os alunos do 11ºC – Curso Profissional de Técnico de Saúde e de Cozinha – partiram, na companhia da professora Clara Neves e da Diretora de Turma, professora Helena Antunes, rumo à Igreja Matriz de Mação, na aventura de descobrir algo mais sobre o Sermão de Santo António aos Peixes, obra que se encontram a estudar nas aulas de Português. E, para ajudar os alunos a perceber um pouco melhor as sábias palavras do grande Padre António Vieira, ninguém melhor do que o pároco Amândio Mateus.

Sentados, em redor do púlpito, os alunos ouviram explicações sobre a vida deste célebre orador português que nasceu a 6 de fevereiro de 1608 em Portugal. Mas por que seria Vieira tão conhecido? Seria pela sua vasta atividade profissional?

De facto, Vieira foi uma das mais influentes personagens do século XVII em termos de política e oratória. Ao longo da sua longa vida, não só foi padre, como também escritor, pregador, professor de retórica, diplomata, conselheiro e confessor da corte, tendo-se destacado como missionário jesuíta em terras brasileiras. Nesta qualidade, defendeu incansavelmente os direitos dos povos indígenas, combateu a sua exploração e escravização, promovendo a sua evangelização. Defendeu também os judeus e a abolição da distinção entre cristãos-novos (judeus convertidos, perseguidos na época pela Inquisição) e cristãos-velhos (os católicos tradicionais).

Paralelamente a uma atividade tão multifacetada, a notoriedade de Vieira ficou-se também a dever, quer no seu tempo, quer nos dias de hoje, à riqueza e profundidade dos seus sermões, entre eles, o célebre Sermão de Santo António aos Peixes. Neste sermão, perante a indiferença do auditório, Vieira dirige-se aos peixes, à semelhança do que fizera Santo António. Elogiando as virtudes dos peixes e criticando os seus vícios, Vieira pretendia, porém, criticar duramente os colonos do Maranhão que exploravam e escravizavam os índios no Brasil. Terão os homens percebido o caráter alegórico das suas palavras? O que é certo é que três dias após ter proferido este sermão, Vieira embarcou ocultamente para o reino, evitando assim possíveis represálias, sob a proteção do rei D. João IV.

Os alunos puderam ainda ouvir alguns excertos do Sermão de Santo António, lidos de forma eloquente e sabiamente comentados pelo Pároco Amândio Mateus. Seguidamente, também os discentes foram convidados a desempenhar, por momentos, o papel do Padre António Vieira, lendo ao público partes do seu sermão, a partir do púlpito. Foi um dos momentos mais apreciados e, obviamente, aplaudido por todos!

Finalmente, os alunos tiveram a oportunidade de ter nas suas mãos e folhear volumosos livros antigos, repletos de sabedoria, cujas folhas de papiro, amareladas pelo tempo, continham textos manuscritos em latim, rodeados de belas iluminuras, evocando o tempo em que Vieira compunha os seus sermões.

Através desta pequena aventura, os alunos ficaram a saber algo mais sobre a vida e obra do nosso Imperador da Língua Portuguesa, celebrizado em todo o mundo pela sua coragem de dizer a verdade sobre os vícios da sociedade do séc. XVII, dificilmente admitidos pelos homens e pela própria Igreja do seu tempo. Quatro séculos decorridos sobre a sua morte, a mensagem satírica e moralizadora dos seus sermões permanece atual e universal, sendo Vieira considerado um grande ativista dos direitos humanos.

Ao padre Amândio Mateus um reconhecido agradecimento pelas descobertas que nos proporcionou!

                                                                                                                           Cristiana Carias, 11ºC
e Profª Clara Neves

“Mês das Bibliotecas Escolares” na Escola Básica de Mação

2016-10-24-11-28-06

A Escola Básica de Mação, no passado dia 24 de outubro, para comemorar o “Mês das Bibliotecas Escolares”, recebeu a visita da escritora Daniela Rosário. Esta escritora veio promover a sua obra “Assalto ao Museu dos Comboios” e falou com todos os meninos, da pré e do primeiro ciclo, leu livros e deu autógrafos. Foi muito giro e passámos um dia diferente e muito divertido! À tarde, a educadora Perpétua leu-nos a história “Virgínia não foi à escola”, com a visualização de um Power Point para falarmos do Dia Municipal para a Igualdade.

Os alunos da EB de Mação

Visita ao Quartel dos Bombeiros de Mação

Este slideshow necessita de JavaScript.

No passado dia 27 de outubro, os alunos do Curso Profissional Técnico Auxiliar de Saúde (11ºC) foram visitar o Quartel de Bombeiros Voluntários de Mação.

Foram muito bem recebidos pelo Bombeiro Sérgio Matos, o qual mostrou e explicou o que se faz nas diversas divisões do Quartel. Os alunos também puderam ver o interior de uma ambulância e perceber todo o material que é necessário repor, bem como conhecer o processo de formação de bombeiros. Por fim, e foi o que a maioria dos alunos mais gostou, um dos alunos fez de vítima de trauma (uma queda de cerca de 2 metros de altura), apresentando como queixa dores nas costas. O Bombeiro Sérgio explicou todos os procedimentos para alinhar a vítima, colocar o colar cervical, transferir a vítima para a maca e transportar para a ambulância. Esta explicação foi acompanhada com a demonstração dos procedimentos por outros dois bombeiros.

Foi uma tarde diferente, o despertar para outra realidade, o perceber como um Bombeiro atua na área da saúde.

Prof. Ana Santos

(Curso Prof. Técn. Aux. Saúde)

LA TOUSSAINT À L’ÉCOLE

Este slideshow necessita de JavaScript.

Como já vem sendo tradição na nossa escola, o Clube de Francês comemorou La Toussaint (Dia de todos os Santos) com uma exposição alusiva à data.

          Este ano, os alunos foram convidados a refletir em pequenas, mas grandes ações de todos os dias que nos podem tornar semelhantes aos Santos que veneramos, respondendo à questão – Que faut-il faire pour être Saint? (O que é preciso fazer para ser Santo?)

          As respostas, devidamente ilustradas, chegaram em pequenos e coloridos cartazes elaborados pelos alunos nas aulas de Francês, eis alguns exemplos:

          – Être solidaire, sage, honnête, poli… (ser solidário, bem-educado, honesto, afável)

Aimer et respecter son prochain… (amar e respeitar o próximo)

Respecter les parents et les professeurs…  (respeitar os pais e os professores)

Ne pas mentir… (não mentir)

Aider les pauvres et les plus démunis… (ajudar os pobres e os mais necessitados)

Étudier pour avoir un meilleur avenir… (estudar para ter um melhor futuro)

Refuser toute forme de racisme… (recusar toda a forma de racismo)

         Estas e outras respostas, bem enquadradas entre o castanho dourado de múltiplas folhas outonais, imagens de santos, provérbios e desenhos elaborados por alunos, puderam ser lidas durante duas semanas no átrio do pavilhão B. Os deliciosos crepes também marcaram a sua presença no dia 27 de outubro, contribuindo para intensificar o clima aconchegante que pretendemos recriar nesta quadra festiva, com o seu doce aroma.

         Foi uma atividade bastante motivadora que, para além de ter permitido relembrar, descobrir e aplicar vocabulário e diferentes estruturas linguísticas da língua em estudo, também proporcionou momentos de maior descontração nas aulas.  Nela participaram não só os alunos do 3º Ciclo, como também os alunos do Curso Profissional de Turismo, 10ºC, no âmbito da disciplina de Comunicar em Francês.

           No dia 1 de novembro, o Clube de Francês marcou novamente presença na Feira dos Santos de Mação, tendo sido vendidos diversos produtos regionais fornecidos pelos seus Encarregados de Educação, cuja receita angariada contribuirá para a realização de mais uma viagem a França já no presente ano letivo. Foi um dia bastante divertido que proporcionou o contacto direto com a comunidade local e um convívio mais próximo entre alunos e professoras.

           Ao longo do ano letivo, muitas outras atividades irão ser dinamizadas, no sentido de promover o gosto pela língua e cultura francesa, de forma lúdica e aprazível!

              Participa e diverte-te!

À bientôt!

Profª Clara Neves

Fotografia: Prof. José Gonçalves

Apontamento Cultural: Música e Pintura

Velázquez
Velázquez

Novembro é o mês da MÚSICA e dos ARTISTAS,…

As docentes das disciplinas de Educação Musical e Educação Visual do Agrupamento de Escolas Verde Horizonte informam, que no dia 24 de novembro, pelas 14.45 horas , decorrerá uma aula partilhada no auditório da escola.

Esta atividade contará com a participação dos alunos do Ensino Articulado de Música que interpretarão diversos temas dos séculos XVIII e XIX e da professora de Educação Visual que apresentará e comentará obras de artistas plásticos da época.

As portas estarão abertas, significa isto que estão todas e todos convidados a usufruir desse momento, que se quererá especial.

 

Professora Ana Montargil