Mãos que falam, olhos que revivem, bocas que sentem…

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fotos de Sílvia Ramadas

Foi no passado dia 12 de junho que cerca de 22 idosos do Lar da Santa Casa da Misericórdia de Mação voltaram à escola sede do agrupamento para usufruirem de alguns momentos únicos de ternura… Com a colaboração das alunas do Curso de Estética e dos alunos do Curso de Restauração, o Clube Europeu possibilitou que estes idosos partilhassem de alguns cuidados de estética – manicure, assistissem ao filme “A Gaiola Dourada”, e por fim,  saboreassem um delicioso lanche na cantina da escola. Em todos os momentos, os idosos contaram com a ajuda de alunos e de professores do clube e da escola que procuraram estimular o convívio intergeracional. No fim, pudemos perceber que as suas mãos são mãos falam por si, que os seus olhos são olhos que revivem a realidade da imigração que alguns conheceram há muitos anos atrás e que as suas bocas são bocas que sentem os aromas e os sabores no meio das conversas mais animadas  que fogem à rotina dos dias passados no lar.

A equipa do Clube Europeu

Dia Internacional dos Museus no Núcleo de Arte Contemporânea de Tomar

DSC08907tomar

Foto retirada da Net

No dia 11 de junho de 2014, deslocaram-se a Tomar 36 alunos das turmas MAC5 e MAC6 do 1º CEB de Mação, acompanhados pelas professoras Luísa Morgado e Mª da Luz Faria do Clube Europeu e Conceição Vicente e Conceição Serrano, professoras titulares das turmas, para visitarem o Núcleo de Arte Contemporânea de Tomar com atividades direcionadas para os mais pequenos com o objetivo de motivar para a arte contemporânea e para os sensibilizar para a preservação do património coletivo e para  o pensamento e memória criativa. Trata-se de mais uma parceria do Clube Europeu com o Museu de Arte Rupestre de Mação. A visita foi organizada pela professora Sílvia Ramadas com a colaboração da Dra. Anabela Borralheiro e das professoras que participaram na visita.

A equipa do Clube Europeu

BARCELONA … UN MISTERIO DESCUBIERTO

grupo

Foto de Helena Marques

Al principio fue algo efímero, pero con el tiempo todos los recuerdos se convierten en eterno en lo que llamamos conciencia.

Cuando nos propusieron viajar a Barcelona, la curiosidad y la voluntad de ampliar nuestros horizontes nos llevaron a decir que sí.

          Cuando llegó el día, estábamos conscientes de la importancia de los profesores del Atelier de Español y del Club Europeo ya que organizaron el viaje y pudieron pagar algunas entradas y, por lo tanto, reducir el coste que correspondía a cada estudiante individualmente.

30 de abril… Realmente el viaje había empezado y teníamos más y más razones para sonreír. La noche (en autobús) la pasamos durmiendo, a veces mejor alojados, a veces menos acomodados, pero nos dio el suficiente descanso para el día que se siguió.

Llegados a Barcelona, visitamos uno de los puntos más altos (Montjuïc) en que era posible tomar en cuenta la grandeza, la belleza y el misterio de la ciudad que todos estábamos con ganas de descubrir. Vimos el Estadio Olímpico, el Museo Nacional de Arte de Cataluña y por último, pero no menos importante, el Camp Nou – Estadio del F.C. Barcelona. A continuación, los choferes hicieron un viaje panorámico por algunos lugares de interés de la ciudad.

Después, fuimos al hotel y luego recuperamos fuerzas, en la playa, porque el día siguiente se anunciaba agotador.

02 de mayo… El grupo entero se despertó temprano, con gran expectativa para cumplir el plan que teníamos. Para empezar, fuimos a la Sagrada Familia. Almorzamos en el Puerto Nuevo, cerca del mar y aún tuvimos tiempo para algunas compras en el centro comercial. Al inicio de la tarde, visitamos el Parque Güell, la CosmoCaixa, las Casas de Gaudí y por último las famosas Ramblas. En las Ramblas andamos por el Mercado de la Boquería, un mercado lleno de olores y colores. Al final de la noche y del día, asistimos a un verdadero espectáculo de luces, agua y música… las Fuentes Mágicas. Aquí lo pasamos genial. ¡Que guay!

03 de mayo… Hora de regresar a casa. El viaje resultó muy animado, con momentos para descansar, otros para relajar y otros para aprender algo de geografía. Y, todavía, había tiempo para una visita panorámica a Madrid…

          El tiempo pasó corriendo, pero es impensable que todos los recuerdos permanezcan sin registro como un tatuaje en nuestra mente.

          Ya los choferes, como la ciudad, superaron nuestras expectativas y ayudaron a realizar nuestro sueño. Esto sólo fue posible a través de su profesionalismo y sentido de humor.

          Para concluir, hay que agradecer a nuestros profes y a nuestros padres, pues sin ellos este viaje no habría sido posible…

Escrito por:

Ana Rita Lopes

Beatriz Branco

Sílvia Martins

10ºA

Clube Europeu AEVH – Open day – EU em PT

No passado dia 9 de maio, Dia da Europa, os alunos Pedro Estrela, Leonardo Martins, Inês Carvalho, Mariana Silva, Helena Sousa, Carolina Gonçalves, João Raimundo e Rita Marques, acompanhados pelas professoras Anabela Martins e Sílvia Ramadas deslocaram-se a Lisboa para participarem no Open Day e assistirem à divulgação dos resultados do Concurso “Europeus em Portugal” promovido pelo Centro de Informação Europeia Jacques Delors e patrocinado pela STAPLES, EDUdigital e RTP. EU em PT tratou-se de um concurso aberto aos estudantes de todos os níveis de ensino. O projeto foi apoiado por reportagens emitidas em março e abril, pela RTP, sobre cidadãos europeus que vivem em Portugal. Abordou questões como a Cidadania Europeia , Erasmus+, Cultura, Mobilidade, Saúde e Segurança Social. Os alunos do Clube Europeu ficaram entre os 9 finalistas entre 150 equipas e cerca de 6500 participantes. Parabéns a todos!

10351915_1450840188489585_6590567711295065707_nA Equipa do Clube Europeu

Sempre atual – Exposição “Direitos Humanos”

Fotos de João Pinheiro

O Clube Europeu voltou a assinalar o dia 10 de dezembro, data em que se celebra o Dia Internacional dos Direitos Humanos, com uma exposição de trabalhos realizados pelos seus alunos. A exposição visou alertar para diferentes tipos de violações dos direitos humanos em vários países do mundo. A elaboração dos trabalhos decorreu durante os meses de outubro, novembro e dezembro. Mapas, imagens e palavras deram vida à exposição…

A equipa do Clube Europeu

Atividades do último dia de aulas

V Concurso de Postais de Natal de Francês e  IV Concurso de Postais de Natal de Espanhol
V Concurso de Postais de Natal de Francês e
IV Concurso de Postais de Natal de Espanhol

Atividades do Agrupamento de Francês, Clube de Francês, Agrupamento de Espanhol e Clube Europeu

No dia dezassete de dezembro, último dia de aulas, chegou à nossa escola a época natalícia. Acompanhadas de uma decoração alusiva à quadra, as atividades foram múltiplas e variadas. Pelas 10.30 horas, decorreu a entrega de prémios do V Concurso de Postais de Natal de Francês e o IV de Espanhol, na biblioteca da escola sede, realizada pelo senhor diretor do Agrupamento e organizada respetivamente pelo Agrupamento de Francês e pelo de Espanhol.

Deixamos os nossos agradecimentos à Plátano Editora, à Areal Editora e ainda à Porto Editora pelos prémios enviados para atribuição aos vencedores de ambos os concursos.

Realizou-se ainda, no mesmo espaço, o sorteio do Cabaz de Natal do Clube de Francês, tendo a feliz contemplada sido Nadine Ambrósio, da Ortiga. Também o Clube Europeu marcou presença e realizou um sorteio de prémios.

Às 11 horas, conforme previsto, teve início o Torneio de Matraquilhos organizado pelo 11º C de Francês profissional, pertencente ao Clube de Francês. A equipa vencedora – “Power boys” – constituída pelos alunos André Batista e Cristiano André, da turma C, do 11º ano, obteve o prémio de um vale de compras dando direito ao levantamento de duas penes de 4 GB na loja OIMAC de revenda de material informático, de Mação. Esta empresa, desde o primeiro momento manifestou o seu interesse no patrocínio desta atividade lúdico-desportiva, pelo qual o Clube de Francês e o Agrupamento de Francês agradecem.

Nesta manhã, os alunos da turma C, do 11º ano, representando o Clube de Francês, enriqueceram ainda o espaço escolar com uma banca de doces natalícios franceses, relembrando assim a gastronomia e a cultura francesa.

Banca de doces natalícios franceses - Clube de Francês
Banca de doces natalícios franceses – Clube de Francês

A turma 11ºC e

professora Anabela Ferreira

Clube Europeu – Sintra revisitada

DSCN0535

Foto de Sílvia Ramadas

Professores e alunos membros do Clube Europeu deslocaram-se a Sintra, no dia 16 de outubro, para uma visita ao Parque e Palácio da Pena e ao Chalet da Condessa de Edla. Depois de alguns quilómetros de caminhada pelos trilhos da serra de Sintra, foi tempo de chegar ao centro histórico e percorrer ruas e ruelas encantadoras e recatadas. O descanso dos guerreiros e guerreiras veio a seguir com uma paragem na Piriquita II, onde todos saborearam a típica queijada ou o maravilhoso travesseiro. Sintra … o que dizer – É sempre bom voltar e há sempre mais para descobrir!

A equipa do Clube Europeu

Clube Europeu AEVH

logo-quadrado

Neste ano letivo, as professoras Anabela Martins, Sílvia Ramadas, Luísa Morgado, Maria da Luz Faria e Maria José Cavaco integram a renovada equipa deste clube e procuram constituir um novo grupo de trabalho composto por alunos dinâmicos como tu!

A pensar nos alunos que já fazem parte desta família europeia, a Equipa do Clube vem divulgar e informar que este funcionará semanalmente nas suas instalações, no bloco A, com o seguinte horário:

3ª feira 12:30 Maria José Cavaco
5ª feira 12:30 Luísa Morgado e Maria da Luz Faria
6ª feira 13:20 Sílvia Ramadas e Anabela Martins

No bloco A junto do Auditório está o placard do clube com informações diversas. Consulta-o com regularidade!

 

A equipa do clube

Intemporalidade – Diego Velázquez vs Anabela Martins

DESCUBRA AS DIFERENÇAS

Entre estes dois quadros existem 7 diferenças. Consegue descobri-las?

velazquez-las-meninas11Pintura de Diego Velázquez

las meninas de velazquez2013Tela da autoria de Anabela Martins e composição fotográfica de Margarida Cardoso

“Las Meninas”, 1656, é uma pintura de Diego Rodrigues da Silva y Velázquez.

Na verdade não é só uma pintura, é uma grande pintura, uma obra-prima. Integrada plenamente no Barroco do seu tempo, não deixa de se perpetuar no tempo de modo continuamente original, tornando-se numa das obras pictóricas mais analisadas e comentadas no mundo da arte.

A sua obra constitui um modelo de síntese do seu realismo e idealismo numa figura de génio. Autor de grande originalidade, consagrado e aclamado no seu tempo, continua ainda hoje a constituir uma referência de importância incontornável.

Texto de Anabela Martins