Dia Europeu das Línguas 2020 – Falar com mais de 60 línguas diferentes II

Este é o resultado do trabalho colaborativo em articulação com os alunos das turmas de 8º ano com a ajuda das professoras de Inglês num contributo para a divulgação e para a importância de falar línguas, diferentes línguas, muitas línguas e assim perceber o MUNDO que os rodeia!

As Professoras Ana Sofia PEREIRA e Sílvia RAMADAS

Dá forma ao teu mundo

Os “alunos-artistas” da turma Mac6 deram voz às suas emoções, brindando-nos com mais uma série de trabalhos fabulosos. Eis, abaixo, a explicação da criação das suas obras-primas.

No dia 21 de abril, na primeira aula de Educação Artística no #EstudoEmCasa, foi-nos proposto fazer música com o nosso corpo. Ouvimos um excerto da abertura da Ópera de Guilherme Tell, composta por Rossini, e aprendemos a lavar bem as mãos ao ritmo da música.

Depois ouvimos falar do ponto, da sua variação, do seu deslocamento, da sua espessura, das linhas, das texturas (…)

Através dos desenhos que tão habilmente desenhámos, pudemos representar os nossos sentimentos.

Foi-nos proposto criar uma composição através de linhas, pontos e texturas ao som da música “As quatro estações” de Vivaldi.

Deixamos aqui os surpreendentes trabalhos criados por nós. Espero que gostem de os apreciar!

Os alunos do 4º ano, de turma MAC6 da escola Básica de Mação.

Professor: José Manuel Sequeira

Faróis

Os alunos da MAC 6 abraçaram mais um desafio lançado pelo professor José Sequeira. Desta vez, dedicaram-se à definição e posterior construção ou ilustração de faróis.

E que bonitas que ficaram as suas construções! Que talentosos pequenos-grandes artistas, não acham? Diria mesmo uns verdadeiros arquitetos! Outros fizeram desenhos. E que bonitos que ficaram também!
Apreciemos, pois, os fantásticos trabalhos destes “arquitetos” ou “ilustradores” de mão-cheia!

E o que é um farol?

Um farol é uma estrutura elevada, normalmente uma torre, equipada com um potente aparelho ótico, fontes de luz e espelhos refletores. A sua luz é visível a longas distâncias. Estão instalados junto ao mar, na costa ou em ilhas próximas, tendo como objetivo orientar os navios durante a noite.

Os faróis desempenharam um papel importante na cultura portuguesa e são, hoje, monumentos nacionais muito acarinhados, embora alguns já se encontrem muito degradados. Os faróis foram concebidos para avisar os navegadores que se estavam a aproximar da terra, ou de porções de terra que irrompiam pelo mar adentro.

Quando estudámos a costa portuguesa, os seus aspetos e a sua sinalização, o nosso professor desafiou-nos a construir ou a desenhar um farol.

Espero que tenham apreciado os nossos trabalhos, que foram feitos com muita dedicação!

 Alunos do 4º ano da MAC6 da Escola Básica de Mação

Professor: José Manuel Sequeira

DIA EUROPEU DA ARTE RUPESTRE

No seguimento da comemoração do Dia Europeu de Arte Rupestre, a 9 de outubro de 2019, os alunos das turmas MAC4 e MAC5, do terceiro ano de escolaridade, participaram num concurso de desenho, no âmbito do projeto “ European Rock Art Trails – CHEMINS DE L’ART RUPESTRE PRÉHISTORIQUE”, dinamizado pelo Museu de Arte Pré-Histórica e do Sagrado do Vale do Tejo de Mação.

Relativamente a esta participação, foi com grande satisfação e orgulho que recebemos a notícia, no passado dia quatro de fevereiro, de que a aluna Diana Mateus tinha ganho o segundo prémio a nível europeu.

Parabéns, Diana! Que continues a somar sucessos!

 

O Coordenador do 1.º Ciclo,

Victor Santos

Plano de Turma 11º B – “Tempos de Mudança – Sustentabilidade e Alterações Climáticas”

Os alunos da turma B, do 11º ano deram asas à sua imaginação ao elaborarem vários cartazes em suportes e recursos materiais que remetem para a sustentabilidade. Deste modo, ao longo destas últimas semanas que antecederam o Carnaval, dedicaram o seu tempo à elaboração de cartazes que pretenderam alertar toda a comunidade escolar para a problemática das alterações climáticas e para a necessidade da preservação do planeta, temáticas escolhidas pelos alunos para serem trabalhadas no Plano da Turma.

Várias disciplinas, como a Economia, o Espanhol e o Inglês colaboraram para que os cartazes, já prontos, pudessem ser usados no “Desfile de Carnaval do Agrupamento 2020”, destacando-se o seu caráter de protesto e de manifestação por um planeta mais sustentável e limpo e assim articulando a temática escolhida com o tema selecionado pela UE para o ano letivo 2019/20, “Alterações Climáticas, um desafio para a Europa” e com a proposta do Clube Europeu para um evento de agrupamento.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A Diretora da Turma: Sílvia Ramadas

Aprender Ciência Experimentando

No dia 12 de fevereiro de 2020, nós, alunos da turma MAC6 do 4º ano, da Escola Básica de Mação, experimentámos Ciência no laboratório do Agrupamento. E que empolgante foi sermos cientistas por uma tarde!

Com a professora Helena Aparício pudemos aprofundar as matérias que já estudámos. Experimentámos a dilatação de gases usando água quente, uma garrafa de plástico e um balão. Verificámos que quando a garrafa é aquecida, o vapor de água faz encher um pouco o balão, porque a garrafa era pequena.

Para a dilatação dos sólidos, usámos uma lamparina, fósforos, uma pinça de madeira, um cadeado e uma chave. Quando aquecemos a chave presa na pinça, verificámos que já não entrava no cadeado porque tinha dilatado por ação do calor.

Quando passámos aos líquidos, usámos duas tinas de vidro: uma com água fria e outra com água quente. Adicionámos 4 gotas de corante em cada tina e observámos que o corante se espalhava mais depressa na água quente.

Gostámos muito de fazer estas experiências e esperamos repetir.

Turma MAC6 do 4º ano da E.B de Mação

Professor José Manuel Sequeira

Visita à Controlauto – Viver o passado no presente

Dado que recordar é viver, durante o dia de hoje, nós, alunos da turma MAC6 do 4.º ano da Escola Básica de Mação, fizemos apelo à memória, observando fotos e relembrando experiências marcantes que nos levaram de volta ao passado!

E foi no meio de risos contagiantes e olhares resplandecentes que revivemos um momento especial: a ida, a 21 de novembro de 2019, ao Centro de Inspeções de Mação, onde, a transbordar de entusiasmo, de ouvidos e olhos bem abertos, aprendemos como é feita uma inspeção automóvel!

Ali, foram-nos explicadas as fases das inspeções. Vestimos um colete cor de laranja para estarmos bem visíveis e começámos por ver o compartimento do motor. Foi ligado o conta-rotações, foi medida a temperatura do motor e efetuado o teste de gases no opacímetro. Também observámos os testes feitos aos cintos de segurança, às portas, fechos, vidros e escovas limpa-vidros. Observámos o teste às luzes com a ajuda do regloscópio para ver a intensidade dos máximos, médios e mínimos, assim como a verificação dos piscas. Depois, passámos por um quadrado que verificou o estado da direção – o ripómetro.

De seguida, passámos para a observação do teste da suspensão, onde são verificados os amortecedores roda a roda. A seguir, já em cima da fossa, foi efetuado o teste dos travões no frenómetro, primeiro à frente, depois atrás. Fomos para dentro da fossa, para debaixo do carro, e observámos o veículo por baixo: vimos o tubo de escape, as panelas, o depósito de combustível, o pneu suplente, as proteções e os braços da suspensão. Foi-nos explicado que depois de verificado o estado do veículo é emitida uma ficha de cor verde, se estiver tudo bem, ou uma ficha de cor vermelha, se o automóvel não estiver totalmente em condições.

Foi uma tarde muito agradável, durante a qual pudemos aprender coisas novas e diferentes e ainda recebemos uns brindes.

Turma MAC6 do 4.º ano (E.B. de Mação)

Professor: José Manuel Sequeira

Workshop “Como apresentar um trabalho oral” – Clube de Debates

 

Inês, Maria Clara e Margarida… Três jovens que integram a SDAL, Sociedade Académica de Debates de Lisboa, deslocaram-se ao Agrupamento, no dia 23 de janeiro para dinamizar o workshop “Como Apresentar um Trabalho Oral”.

À sua espera, no auditório, 70 alunos do secundário regular e profissional, com a preocupação de criar oportunidades para todos, oportunidades de inclusão.

O workshop teve por base uma dinâmica interativa, alternando teoria e práticas experimentais.

Depois de uma breve apresentação e partilha dos  seus diferentes percursos e das suas vontades de fazer parte da SDAL, as três jovens universitárias do 3º ano de Direito e do 1º ano de Informática, explicaram e mostraram algumas das técnicas mais usadas na apresentação de um trabalho oral. Deste modo, os nossos alunos puderam relembrar, aprender e consolidar exemplos de boas práticas no que à apresentação de trabalhos orais diz respeito. Postura, projeção da voz, personalidade, sentido de humor, elaboração de tópicos, estética, extensão do trabalho, detalhe, exemplificação ou audiência foram mencionados como pontos a ter em linha de conta.

Seguidamente, os nossos alunos tiveram a oportunidade de experimentar! Escolheram temas como o Brexit, a Teoria da Terra Plana, Netflix ou videojogos em contexto escolar e prepararam as suas apresentações.

Depois,… Bem, …Depois foi só refletir e criticar de forma construtiva para perceber COMO APRESENTAR UM TRABALHO ORAL!

Texto: Prof. Sílvia Ramadas

Clube de Debates

O MEU DIA DE TABLETS NA ESCOLA – APRENDER COM JOGOS

Hoje, dia 16 de janeiro, o dia de escola foi muito divertido a trabalhar com o tablet. Fiz jogos muito divertidos de foguetões, de bombeiros e de construir cidades. Na parte da tarde, o tablet já tinha teclado e assim escrevi muitas palavras. – MARIA LEONOR

Hoje foi um dia divertido porque pudemos aprender jogando. Foi uma aula diferente porque joguei e aprendi com o tablet. Pesquizei no B e K, na Biblioteca do Gigante e na AD-2, tudo no tablet. – RAQUEL

Hoje o meu dia foi especial. Eu estudei todas as disciplinas de Matemática, Estudo do Meio e Português no tablet. Fiz muitos exercícios, joguei todos os jogos, fiz desenhos e pintei tudo no tablet. – ARIANA

Eu gostei muito da aula dos tablets. O jogo da Biblioteca do Gigante foi divertido. – FRANCISCO

Adorei o dia o dia de hoje porque trabalhei nos tablets. Joguei muito no B e K. Aprendi muito. Gostei de ver os tablets todos novos. – BRUNA

Eu trabalhei nos tablets e foi mesmo muito divertido. Tinha muitos jogos de matemática. Muitos meninos adoraram esta atividade. Deveremos fazer mais vezes. – MADALENA

Hoje trabalhámos com os tablets na sala de aula. Gostei de estar na BIBLIOTECA DO GIGANTE onde havia jogos, histórias e muito mais coisas. – MATILDE

Eu gostei do dia de hoje porque foi diferente. Explorei o tablet onde joguei e estudei. – BIANCA

Gostei do dia de hoje porque trabalhei nos tablets, trabalhámos sozinhos e depois com os colegas em conjunto. Adorei estudar assim. – LAURA

Gostei de estudar e trabalhar Matemática no tablet e dos puzzles que construí. Foi uma boa surpresa esta aula que tivemos. – TOMÁS GASPAR

Hoje foi um dia divertido porque pudemos aprender jogando. Foi uma aula diferente porque joguei e aprendi com o tablet. Pesquizei no B e K, na Biblioteca do Gigante e na AD-2, tudo no tablet. – RAQUEL

 EB de MAÇÃO

TURMA MAC 3 – 2º ANO

Prof.ª Paula Candeias

Visita ao Centro de Ciência Viva de Constância

No dia 9 de janeiro de 2020, os alunos da turma MAC6 do quarto ano de Escola Básica de Mação deslocaram-se a Constância para aprender mais sobre o Sistema Solar.

Pudemos, em grupo, brincar e programar um robot – o Kubeto, com a ajuda de técnicos do Centro de Ciência Viva. Entramos no Planetário e apreciamos o céu noturno com estrelas, planetas, os movimentos da Terra, o nascer e o pôr do sol, os desenhos das constelações e a Via Láctea – uma espécie de caminho feito do leite que os anjos deixavam cair quando o levavam aos Deuses. Entramos na cabine de um avião a jato Lockeed T33 cedido pela Força Aérea Portuguesa e mexemos nos comandos. Pudemos também experimentar a sensação de rodar num giroscópio humano, equipamento concebido pela NASA para treinar pilotos e astronautas numa situação de descontrolo da nave. No final, observamos o parque exterior com a representação da Terra e de outros planetas.

Foi uma visita curta, numa manhã muito divertida onde aprendemos muito sobre o planeta onde habitamos. Depois da visita, elaboramos materiais que expusemos na nossa escola.

Turma Mac 6

(professor José Manuel Sequeira)