Has technology changed love?

That’s what we’re going to explain below.

Since the old times that

love letters have arrived out of deadline!

Nowadays people prefer staying online…

Post things on Facebook like they’re in love.

We must bring the tradition back,

that every single letter

Is like a gasp of magic!!

Collective Poem, 10ºA

Concurso “Trevos de São Patrício”

A 17 de Março comemora-se o Dia de São Patrício, uma tradição festiva, anual realizada desde 1997 na Irlanda em homenagem ao padroeiro irlandês, São Patrício. A festa é recheada de muita música, comidas, bebidas típicas e desfiles que acontecem em cidades como Dublin, Cork, Limerick e Galway. Tal como neste país, este dia traz também felicidade e euforia às ruas e casas de todo o mundo, e a nossa escola não foi exceção. Realizaram-se diversas atividades no Agrupamento de Escolas de Mação, entre elas um concurso de trevos onde muitos participaram e tiveram direito a um certificado e a algumas moedas de ouro, que na verdade eram de chocolate. Entre diversos trabalhos criativos e feitos pelos mais diversificados materiais, os premiados foram 11°A- Margarida Saramago – primeiro lugar; 6ºB – Clara Cardoso – segundo lugar e Lara Craveiro – terceiro lugar, alunas da escolas sede; a estas juntaram-se os colegas premiados das EB1 de Cardigos e de Mação.

Luís Delgado, 10ºA

Exposição de St. Patrick’s Day

No dia 17 de Março ocorreu, no Agrupamento de Escolas Verde Horizonte (E.B. 1 de Mação, E.B. 1 de Cardigos e E.B. 2,3/ Secundária de Mação), a celebração do dia de St. Patrick, com uma exposição e um concurso de trevos.

Nas aulas de inglês dos vários anos foi feito um trabalho prévio, com estudo do vocabulário, apresentação da história e cultura da Irlanda. Foi também pedido aos alunos que fossem criativos e fizessem trevos para expor e participar num concurso. No final, os professores e alunos decoraram os espaços com elementos associados a este dia.

Esta celebração aconteceu porque é importante aprender a língua e cultura de outros países. Além disso, ao fazer-se uma exposição, podemos mostrar os nossos trabalhos e convidar os colegas a escolher o que mais gostam. Contudo, nem sempre é possível levar todos os colegas a votar, pelo que alguns trevos a concurso foram selecionados pelas professoras de Inglês.

A atividade teve muita aceitação por parte dos alunos e os trabalhos expostos estavam cheios de originalidade. Foi visível a dedicação de todos. O dia foi diferente e tornou-se muito especial.

Salvador Garcia Carias, 4ºAno, MAC 5

Fotos da autoria do Agrupamento de Inglês

O livro que eu escrevi by Rufus Malim- Impressions

Slide usado na apresentação do livro The Hopeful Journey

Uma inspiração! Um privilégio!

Rufus Malim, Instituto Politécnico de Tomar, Instituto Terra e Memória (Mação), doutorando em Estudos da História da Arqueologia e da Antropologia, é autor do livro The Hopeful Journey e a convite da nossa Diretora de Turma, a Professora Sílvia Ramadas, veio ao nosso Agrupamento para falar deste livro de que tanto se orgulha.

A ideia subjacente ao convite é fazer desta partilha de ideias e de estratégias inspiradoras, um exemplo para nós, alunos do 10º ano, da turma A. No nosso Agrupamento temos um projeto de leitura, 10 minutos de leitura, que tem como objetivo fazer com que todos os alunos aperfeiçoem as suas competências no que à leitura diz respeito. Assim, o Rufus foi, para muitos de nós, inspirador! Mostrou-nos com arrebatador entusiasmo como se pode começar o processo da escrita, os elementos inspiradores, as influências, enfim, enunciou muitas das coisas que nos podem inspirar! A música, os filmes, os jogos, a arte, as lendas, o folclore e a nossa imaginação, às vezes até os nossos sonhos são fontes de inspiração! Quem sabe um dia destes, escrevamos um livro! … Quem sabe um dia destes, apresentemos o livro que andamos a ler no projeto 10 minutos de leitura!

Tudo isto apresentado em Inglês, pois o nosso estimado Rufus is very British, indeed!

Para nós, foi tudo aquilo que passamos a descrever…

Daniel Cardoso Gaspar

I found the presentation very interesting and complete. I’ve always been very fond of fantasy books and series, like the Game of Thrones, Harry Potter and the Lord of the Rings. So this presentation really stimulated my taste for this kind of books, and I even started reading the Game of Thrones books again.

Francisco Teixeira Pereira

Rufus’s presentation was pretty captivating, especially because he talked about things that I like, for example the Lord of The Rings, Lovecraft, Bioshock and many other things, the book looked pretty interesting and I’m thinking about buying it!

Guilherme Manuel Durão Matos

Rufus’s presentation was very complete and generated a lot of enthusiasm. There is only one problem, he spoke a little too fast but it was very understandable, his story and how he thought it.

Gustavo Alexandre de Jesus Santos

I found Rufus’ s presentation amazing, very well structured, dynamic and the excellent technological support, but the book didn’t catch my attention because I prefer other literary styles.

Luís Alexandre Dias Delgado

After listening to Rufus’ s presentation, I was so curious about the book he wrote, that I gave free reign to my imagination and I decided to write an adventure book with real fairies and elves. In other words, I’m going to write a folklore book.

Ricardo Antunes Veríssimo

Rufus’s performance was very pleasant, dynamic and somehow funny. He’s a man with a distinctly British style.

Miguel Cardoso Gaspar

Rufus’s presentation was quite good, because it even made me want to write a book of my own. The Power Point was very well built, but he was too nervous. The book he wrote seemed quite interesting, because it reminded me of the Lord of the Rings, which are films that fascinate me.

Tomás de Oliveira Leitão

I really enjoyed the presentation, it was very well prepared, but he was very nervous which made the presentation a bit worse.

Mafalda Fernandes da Costa Heitor Parente

I truly loved Rufus’s presentation. I think it was funny, creative and informative.

Mariana Filipa Martins Branco

I really enjoyed the presentation of Rufus’s book and the advice he gave us. I think it will help me in the future. At the end of the presentation, I felt like reading the book even though its genre isn’t my favourite.

Rafael Filipe Silva Loureiro

Rufus’s presentation was very interactive and funny, the Power Point was very good and I loved his accent, the book fascinated me a lot and I wish there was a Portuguese version.

Mafalda Sofia Alexandre Lercas

I liked Rufus’s presentation about the book.

Rita Valente Marques

I liked the presentation because we could see an example of someone who is good at writing books.

Amadeu Dias António

Rufus’s presentation is well organized, divided into different themes, such as games, music, artwork, etc. His presentation shows that there are many different themes to choose from when writing a book, some of them being writing a book about a film, trying to describe a piece of art by writing a book about it, writing about traditions and many others.

Alunos da turma 10ºA

Vidas UBUNTU

O vídeo da Academia de Líderes UBUNTU ilustra sumariamente a matriz do projeto de capacitação para a liderança servidora através de competências socioemocionais. As emoções na liderança.

ALU – Vidas UBUNTU

Escolas Ubuntu | “Que as suas escolhas reflitam as suas esperanças, não os seus medos”

Formanda UBUNTU

Quais são as minhas esperanças para a Semana Ubuntu?

As minhas esperanças para a Semana UBUNTU centram-se na expectativa de infinitas partilhas, cumplicidades, e muitas felicidades; da criação de laços, de pontes e de lideranças; do desenvolvimento da ética do cuidado, cuidando de mim, cuidando do outro e cuidando do planeta através do autoconhecimento, com autoconfiança, com resiliência, com empatia pelo outro. Tenho esperança de fazer brilhar alguns corações. A Academia de Líderes UBUNTU tem o poder de abrilhantar as nossas vidas e tornar-nos VSPs, very special people.

Sílvia Ramadas

DAC – “Pensar em conjunto os Direitos Humanos”

No dia 17 de junho do presente ano, numa apresentação inédita, no Auditório do Centro Cultural Elvino Pereira, foi dado a conhecer o DAC – “Pensar em conjunto os Direitos Humanos”, no âmbito dos domínios curriculares das disciplinas de Inglês, Economia C, Direito, História A, Educação Física e Português, do 12º ano, turma A.

Os alunos foram desafiados a Ler, Pensar, Dançar, Debater… Os Direitos Humanos, através da leitura e interpretação de imagens/obras de pintores célebres,  da reflexão crítica,  da interpretação e dramatização dançada e de um debate sobre a temática.                         

O produto final resultou numa apresentação coreografada e num debate no Auditório do Centro Cultural Elvino Pereira sobre vários líderes ativistas dos DH, que satirizaram, homenagearam e relembraram os seus percursos de vida e as suas lutas.

Eleanor Roosevelt, Carolina Beatriz Ângelo e Madre Teresa por Alice, Camila e Margarida

Foto e vídeo: Francisca Correia

Texto: Sílvia Ramadas e Luísa Morgado

Clube de Debates – Mação vs. Tomar

Online, sim! Mas com muita pinta!

Sem dúvida que estas questões e constrangimentos causados pela pandemia Covid 19 nos trazem algumas limitações, porém conseguimos levar a cabo algo que já queríamos fazer há algum tempo – um debate interescolas.

Deste modo, na passada quarta feira, dia 26 de maio fizemos um debate entre os alunos André Nicolau, Bruno Rodrigues, Pedro Matos e Sancha Ramadas, do 11ºA e os alunos Bruno Lourenço e Irís Casola, do 12ªA da Escola EB 2, 3/S de Mação e os alunos André Lopes, Bárbara Cardoso, David Ferreira, Francisco Antunes, Quélia Ferreira e Laura Maroco, da Escola Secundária Jácome Ratton, Tomar. E, claro, o nosso moderador, Vasco Marques!

O debate decorreu sem sobressaltos e com muita garra e entusiasmo das equipas de ambas as fações.

Estão todos de parabéns! Até já fomos convidados para repetir a experiência para o ano que vem!

Para que possamos recordar e testemunhar o brilhantismo dos intervenientes…

Moção: Acreditamos que a saúde pública deve ser a prioridade da agenda governamental.

A Coordenadora do Clube de Debates do AEVH,

Sílvia Ramadas

De-stress – Creative writing – 10ºA

A PIECE OF HISTORY

Foto de Ricardo Silva

I can see a piece of some kind of rock. It looks like a piece of clay. It is already kind of old by the colour, but it also looks like a chunk of a clay bowl!

Ricardo Silva, 10ºA

Na disciplina de Inglês está a desenvolver-se a atividade “De-stress!”, no âmbito do Plano da Turma. Pretende-se que os alunos elaborem textos de escrita criativa com o objetivo de desestressar e aprender a gerir emoções em contextos de maior pressão.

O Museu Municipal que é a casa onde se guardam e se estudam objetos do passado, fragmentos de vidas dos que já partiram e que continuam a ser importantes para podermos ser quem somos, em colaboração com a Câmara Municipal, presenteou os alunos do Agrupamento com réplicas de fragmentos arqueológicos, como forma de abraçar a população escolar em agradecimento pela estima que demonstra pelo património que é de todos.

Sensibilizados com a criatividade do Museu, os alunos foram desafiados a escrever fragmentos de textos em inglês que descrevessem esses bocadinhos de história de forma mais pragmática ou mais inventiva.

De-stress – Creative writing – 10ºA

A PIECE OF HISTORY

Foto de Banino Xu

This piece of rock is orange, so I think it could have been clay and it probably belonged to an ancient pot because it is curved and it has a flat base.

Na disciplina de Inglês está a desenvolver-se a atividade “De-stress!”, no âmbito do Plano da Turma. Pretende-se que os alunos elaborem textos de escrita criativa com o objetivo de desestressar e aprender a gerir emoções em contextos de maior pressão.

O Museu Municipal que é a casa onde se guardam e se estudam objetos do passado, fragmentos de vidas dos que já partiram e que continuam a ser importantes para podermos ser quem somos, em colaboração com a Câmara Municipal, presenteou os alunos do Agrupamento com réplicas de fragmentos arqueológicos, como forma de abraçar a população escolar em agradecimento pela estima que demonstra pelo património que é de todos.

Sensibilizados com a criatividade do Museu, os alunos foram desafiados a escrever fragmentos de textos em inglês que descrevessem esses bocadinhos de história de forma mais pragmática ou mais inventiva.

Banino Xu, 10ºA