DIA INTERNACIONAL DA TERRA

O Dia Internacional da Terra comemora-se no dia 22 de abril, foi criado através da resolução 63/278 da Assembleia Geral das Nações Unidas, a 22 de abril 2009, e pretende:

  • Alertar para necessidade de preservação do meio ambiente e dos seus recursos naturais.
  • Mobilizar os decisores políticos e a sociedade civil para a concretização de medidas que protejam o nosso planeta.

HÁ QUE TOMAR MEDIDAS EFETIVAS PARA UM DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL!
QUE MEDIDAS VAIS TOMAR?

Dá uma olhada neste link: https://www.un.org/en/actnow

O tema para 2021 é relativo à Recuperação da Terra e em Portugal um dos motes é “O oceano é a nossa terra”.

Vê aqui algumas atividades:
https://www.oceanoazulfoundation.org/pt-pt/earth-day-2021/
https://www.earthday.org/

Como o prometido é devido, eis mais alguns trabalhos elaborados pelos alunos do 9ºC, na disciplina de Cidadania e Desenvolvimento.

Professora Helena Antunes

CIDADANIA E DESENVOLVIMENTO: SAÚDE E AMBIENTE

A turma do 9ºC, na disciplina de Cidadania e Desenvolvimento, tem desenvolvido vários trabalhos à volta da temática da Saúde.

Os alunos organizaram-se em grupos, escolheram um subtema e, com base no trabalho cooperativo, idealizaram e desenvolveram os seus projetos.

Por tratarem temas para os quais todos devemos estar alerta, fica aqui a divulgação de alguns dos trabalhos.

Aguardem novidades!!

Professora Helena Antunes

Saúde ambiental

Lista de Verificação

Perigos do consumo do tabaco, álcool e outras drogas

Durante o período de E@D, a professora Ana Paula Candeias lançou um desafio aos seus alunos, pedindo-lhes para que desenvolvessem trabalhos nos quais aplicassem e/ou ampliassem os conhecimentos que haviam adquirido nas aulas de Estudo do Meio.

Fazendo jus ao ditado popular e mostrando que “de pequenino é que se torce o pepino”, os alunos da turma MAC4 arregaçaram de imediato as mangas e, cheios de entusiasmo, determinação e vontade, meteram mãos à obra!

Vejamos os vídeos criados pelos alunos Laura Marques, Leonor Conde, Raquel Santos, Matilde Moleiro e Rúben Pombo.

Parabéns aos alunos pelo seu esforço!

Escola Básica de Mação, Turma MAC4, 3º ano de escolaridade

(Alunos da professora Ana Paula Candeias)

O funcionamento do corpo humano

No âmbito do estudo do corpo humano – aparelhos e sistemas -, a professora Ana Paula Candeias pediu aos seus pequenos-grandes estudantes que desenvolvessem um trabalho, no qual aplicassem e/ou ampliassem os conhecimentos adquiridos nas aulas de Estudo do Meio.

Dado que os alunos não se medem aos palmos, a turma MAC4, do 3.º ano de escolaridade, não hesitou nem um pouco e agarrou de imediato o desafio, lançado pela sua professora, com unhas e dentes!

E porque de pequenino é que se torce o pepino, vejamos o excelente vídeo criado pela aluna Matilde Moleiro.

Parabéns à Matilde pelo seu empenho e pelo resultado final!

Escola Básica de Mação, Turma MAC4, 3º ano de escolaridade

Professora Ana Paula Candeias

Poemas com números III

Um menino comprou

Dois gelados e

Três maçãs para seus

Quatro amigos.

Cinco cachorros roubam

Seis gelados,

Sete peras caem em

Oito caminhões e em

Nove minutos chegam

Dez ladrões

                                       Beatriz Teixeira, nº 5 – 7º A

1 cão tinha

2 coleiras

3 dentes

4 patas

5 manchas brancas.

                                                Afonso Dias, nº 2 – 7º A

1 gato a miar

2 cães a ladrar

3 carros a buzinar

4 pessoas a reclamar

5 vizinhos a falar.

                                                     Cláudia Pereira, nº 8 – 7º A

Uma rapariga brincava

Dois cães ladravam

Três homens diziam:

Para de ladrar e

Quatro rapazes ricos

Cinco pássaros cantavam.

                                                              Marioara Bolocan, nº 18 – 7º A

1 história inesquecível

2 palavras mal contadas

3 situações embaraçosas

4 palavras inesperadas

5 segredos escondidos.

                               Thamara Nogueira, nº 23 – 7º A

Poesias com números II

Um condutor a conduzir

E duas pessoas sentadas a rir

Três carrinhas a voar

Com quatro crianças a brincar

Cinco cães a passear

E seis adultos a telefonar

Com sete carros a buzinar

E oito pessoas a reclamar

Nove cartas a voar

E dez pessoas a olhar.

         Adriana Antunes, nº 1 – 7º A

O menino a brincar,

O 1 lhe vai apanhar.

E o 2 a olhar para os bois.

Era uma vez os 3 porquinhos

que me fizeram uns brinquedinhos.

Olha aí o 4, ele está pintando um quadro.

Com 5 anos estava a brincar e o meu irmão estava a lavar.

No 6º ano estava distraído

e no 7º estava contraído.

O 8 está a uivar e o meu primo estava a cantar.

O 9 a olhar para os carneiros

e o 10 a olhar para os pedreiros.

Daniel Cardoso, nº 10 – 7º A

1 cão corria

2 gatos saltavam

3 pássaros cantavam

4 macacos trepavam

5 pessoas filmavam.

Duarte Carias, nº 11 – 7º A

1 amigo e

2 amigas,

3 sandes para comer

4 tapetes para estender

5 bolachas para comer

6 amigos vão aparecer.

7 amigos finalizaram

8 histórias de encantar.

Francisco Vicente, nº 13 – 7º A

Enquanto o João jogava realizou

Um jogador eliminado

E dois a soro usando apenas

Três cliques no lado direito e

Quatro cliques no lado esquerdo do rato.

Depois foi ver e tinha

Cinco trabalhos de casa e

Seis dias para os fazer. Quando foi jantar, comeu

Sete colheres de sopa para aquecer e

Oito bocados de tomate para acompanhar,

Nove folhas de alface para terminar e

Dez colheres de gelado para esfriar.

Gonçalo Mota, nº 14 – 7º A

O que há na minha quinta?

1 cão

2 gatos doentes

Com 3 patas

4 vacas com olhos

6 cabras

7 ovelhas cada uma com

8 borreguinhos e mais

9 galinhas

Com 10 pintainhos.

               Matilde Gueifão, nº 19 – 7º A

1 ladrão roubou

2 latas de feijão.

3 pessoas para fazer,

4 para comer

5 couves para comer.

6 pessoas a trabalhar e

7 vão ralhar.

     Rodrigo Clarinha, nº 21 – 7º A

Poemas com números…

1 menino foi passear. Encontrou

2 idosos a conversar e os

3 começaram a comer

4 pães cada um e apareceram

5 crianças com

6 cães com

7 anos.

8 pessoas deram-lhes comida.

                                             Cláudio Parente, nº 9 – 7ºA

Um padeiro estava a trabalhar

quando dois clientes entraram a resmungar.

Disseram que foram a três padarias

E nenhuma os conseguia agradar.

Pediram quatro pães de milho

E cinco pastéis de bacalhau. Depois foram os pães provar.

Seis minutos depois, voltaram a entrar,

Deram-lhe sete razões para as receitas mudar.

O padeiro foi buscar os aventais

e deu-lhes oito razões para começarem a trabalhar.

                                                               Sofia Cabrita, nº 22 – 7º A

Veja aquela casa como é linda!
Que número é aquele?
É o 1.
E o outro?
É o 2.
2 + 1 é igual a 3?
Sim.
E o que vem antes do 1?
O 0.
O que é 0?
É a negação de um número.
E o que vem depois do 3?
O 4.
Nossa, como é lindo!
Sim, mas então veja o 5!
Como é esguio!
E o 6 bem-conceituado.
E depois vem o 7?
Sim, o esbelto 7.
E depois?
É o 8! Uma bolinha em cima da outra e temos um belo número.
Depois é o 9.
Exatamente, e por fim…
É o 10.
Sim, brincar com os números é demais!!!   

Mariana Vieira, nº 17 – 7º A  

Concurso de Estrofes BE/CRE

Com a nossa Biblioteca Escolar,

Nos estudos podemos brilhar!

Com tantos recursos à mão de semear,

É tão rica como o sistema solar!

O equipamento teremos de levar,

Para Educação Física praticar.

Em Visual, técnicas vamos aplicar…

Com lápis e borracha todos vamos desenhar.

Agora História vamos estudar,

Sabendo que nela estamos a participar.

Uma paisagem vamos fotografar,

Para na aula de Geografia a irmos apresentar.

Somos como uma estrela a brilhar,

E Ciências gostamos de estudar.

O Francês vamos melhorar,

E até de avião vamos viajar!

Com as palavras gostamos de brincar,

E o livro de Português nisso vai-nos ajudar!

Já em TIC estamos sempre a digitar,

Para que em novos mundos possamos navegar.

O sétimo A veio para reinar,

E com a Matemática vai brincar.

One, two, three, em Inglês a contar,

Four, five, six, vamos terminar.

Trabalho conjunto realizado pela turma A do 7º ano

Quando uma simples folha de papel ganha a essência de quem a manuseou…

Mação, 30 de outubro de 2020

Olá, prima!

Aqui estão as últimas novidades que te prometi. O meu regresso às aulas foi fantástico! Fiquei feliz por rever os meus amigos, colegas e conhecer pessoas novas, na minha nova escola. E agora passei a ter, também, tantos professores que nunca tinha visto!

Mas sabes, gosto muito dos novos professores e professoras que me couberam, embora, com a mudança de ciclo e as novas responsabilidades, tenha passado a ter inúmeras disciplinas e imensos livros para carregar!

Ter vindo para esta escola grande foi muito divertido, mas também foi estranho ver todos os colegas, professores e auxiliares com máscara e a desinfetarem frequentemente as mãos com álcool gel! É esquisito não podermos ver o rosto uns dos outros…Mas há quem diga que os olhos são o espelho da alma, não é?

Bom, quero dizer-te que, apesar de toda esta situação invulgar que vivemos, o mais importante deste regresso à escola foi rever os meus amigos e amigas e, sobretudo, voltar a brincar com eles, mesmo mantendo o distanciamento a que somos obrigados.

Por hoje é tudo! Em breve, voltarei a escrever-te.

Beijinhos desta tua prima que te adora,

Mafalda

P.S. Aguardo uma carta tua. Vê se a envias depressa!

(Mafalda Silva, 5ºA)

Escrever cartas à mão: uma agradável terapia!

Mouriscas, 29 de outubro de 2020

Querida amiga Matilde,

Nem imaginas a felicidade que senti quando começaram as aulas! Isto de ter de ficar muito tempo em casa só com os meus irmãos, acabou por ser aborrecido.

Com o começo das aulas e a vinda para uma nova escola, não só conservei os velhos amigos, como fiz amigos novos! Também conheci novos professores! Já sei onde ficam as salas, o pavilhão gimnodesportivo, o bar, a cantina, a papelaria, etc.

Gosto muito da nova escola, mas, por causa da Covid-19, este ano escolar está a ser muito diferente e estranho. Temos de andar sempre de máscara, temos de lavar as mãos frequentemente, higienizá-las com álcool gel, manter a distância dos outros colegas, arejar as salas de aula… São muitas regras novas, mas, felizmente, temos tudo controlado desde que cumpramos as regras de higiene e nós, na nossa turma, cumprimo-las todas!

Mas a minha vida não é só escola. Também é casa e família. E brincadeiras e jogos.

Com a chegada do outono, nas Mouriscas, onde moro, chove cada vez mais, embora isto seja um bom sinal, porque a chuva rega as terras de cultivo e as plantas, sendo, pois, muito importante para a nossa sobrevivência.

Bom, hoje vou ficar por aqui. Tenho que ir arrumar a mochila para amanhã.

Um grande abraço desta tua amiga,

Sofia

P.S. Quando tiver mais novidades, voltarei a escrever-te.

(Sofia Gai, 5ºA)