Exposição “A viagem …”

O tema do ano 2021 dos Clubes Europeus é “Pacto Ecológico Europeu – O Transporte Ferroviário promove a mobilidade sustentável” e os membros do Clube Europeu AEVH decidiram realizar diversas atividades com o objetivo de valorizar o património ferroviário nacional, com vista a que os alunos conheçam e compreendam o funcionamento das principais linhas de circulação ferroviária em Portugal; alertar para a necessidade de adotar comportamentos amigos do Ambiente e contribuir para a sustentabilidade do planeta.

Com vista a conhecer e a compreender o funcionamento das principais linhas de circulação ferroviária em Portugal o Clube Europeu mobilizou os seus membros da turma B, do sexto ano, na disciplina de História e Geografia de Portugal, no âmbito do tema “Portugal na segunda metade do século XIX – modernização dos transportes” para a pesquisa de informação sobre a origem da máquina a vapor, os seus inventores, a sua aplicação nos meios de transporte e as várias profissões ligadas ao transporte ferroviário.

Os alunos selecionaram informação sobre personalidades relevantes para a implementação da rede ferroviária, bem como a evolução do transporte ferroviário desde o século XIX até à atualidade.

Após o trabalho de pesquisa e seleção de informação, foram redigidos textos sobre os inventores James Watt, Thomas Newcomen e Robert Stephenson, bem como as profissões diretamente ligadas ao transporte ferroviário, mas sempre na primeira pessoa. “Eu sou… construtor de linhas férreas, maquinista, guarda-freio, fogueiro, bagageiro, revisor e guarda de passagem de nível. 

Os alunos também pesquisaram dados biográficos sobre os monarcas D. Pedro V e D. Luís, bem como do ministro Fontes Pereira de Melo que foi o grande impulsionador da construção de estradas, pontes, viadutos e de uma rede de caminhos-de-ferro, tornando o comboio o meio de transporte mais importante da época.

Foram ainda redigidos textos descritivos das estações de caminho-de-ferro emblemáticas do período em estudo, tais como Santa Apolónia e Central do Rossio, bem como dos equipamentos existentes nessas estações como o relógio e o sino.

Imaginem só que até um mapa e um bilhete de comboio também falaram, mas sempre na primeira pessoa!

Na exposição estiveram patentes os trabalhos sobre o Sud-Express, o Alfa Pendular, o Train à Grande Vitesse (TGV), o Maglev e o comboio Bala, tendo a viagem efetuada sido bastante longa.

Um dos alunos trouxe a farda usada pelo seu avô, que trabalhou na Estação de Alvega-Ortiga,  que esteve sempre vigilante para não haver descarrilamentos!

Foi uma longa viagem, mas todos chegaram ao seu destino…mais enriquecidos!

Texto e fotografias de Lígia Silva

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s