De uma Sala de Aula para um Agrupamento

Tudo se iniciou com uma proposta da Professora Luísa Morgado, no âmbito da disciplina de Direito, proposta esta, que passou pelo debate com todos os membros da turma de Línguas e Humanidades do 12.º Ano, relativamente à temática da Tauromaquia.

E porquê o alargamento ao resto dos alunos constituintes do Secundário? Os pontos de vista divergiram bastante entre nós e isso suscitou a nossa curiosidade de conhecer os pontos de vista de outros jovens. 

É aqui, que reunidos e articulando todas as opiniões expressas com as benesses tecnológicas criámos um questionário online de respostas fechadas, onde os restantes alunos, de forma anónima, após uma breve intervenção em cada turma, responderam consoante aquilo que pensavam.

Assim, e numa fase posterior, os resultados assumem-se mergulhados numa panóplia de posições que a seguir são apresentadas.Cada aluno podia canalizar a sua ótica para três opções: ser a favor, contra ou adotar uma posição neutra. 

Após a saída dos resultados, a posição contra foi aquela na qual a percentagem se registou mais elevada: 70,8%, equivalente a 75 pessoas. No seguimento, a posição a favor registou a segunda mais elevada, com uma percentagem de 15,1%, correspondente a 16 votos. Por último, a posição neutra foi a que registou uma menor percentagem: 14,2%, isto é, espelhada por 15 pessoas.

Desta forma, os votos regeram-se por 4 argumentos que fomentavam a posição a favor – “Consideras que as touradas são cultura?” com 19 votos (73,1%); “Acreditas que os touros não sofrem?” com 5 votos (19,2%); “ Os touros estão fisiologicamente preparados?” com 2 votos (7,7%) e, por fim “Acreditas que as touradas são um meio de tradição?” com 7 votos (26,9%).

As posições contra guiaram-se, igualmente, por 4 argumentos – “Consideras que os touros sofrem durante o “espetáculo?” com 53 votos (67,9%); “Zelas pelos direitos dos animais?” com 44 votos (56,4%); “É desrespeito para com os touros?” com 33 votos (42,3%) e “Não achas legítimo o sofrimento de um animal?” com 68 votos (87,2%). Como última opção, os alunos poderiam assumir uma posição neutra, com 2 argumentos possíveis – “Tens desinteresse pelo assunto?” com 8 votos (47,1%) e “Nunca pensaste no assunto?” com 9 votos (52,9%).

Por último e, em fase de término, com o alargamento à comunidade escolar, de forma mais concisa às restantes turmas do Ensino Secundário, verifica-se que o forte está na posição contra, tal como se registara em aula. No entanto, apesar do resultado ter sido semelhante ao do debate em sala de aula, foi importante e benéfico para nós, na medida em que, foi mais uma forma de nos envolvermos na disciplina e avaliarmos o ponto de vista da maioria dos jovens maçaenses relativamente à temática tão sensível que é a Tauromaquia. 

Os alunos de Direito do 12.º Ano

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s