Visita de estudo à encantadora “Cidade das Sete Colinas”

No passado dia 9 de janeiro, no âmbito das disciplinas de História, Ciências Naturais e Português, os alunos do 9.º ano tiveram a oportunidade de realizar uma visita de estudo a Lisboa.

Chegados à capital, começaram por visitar o Museu da Presidência da República, em Belém, cujo acervo documental apresenta a história do regime republicano e dos seus presidentes, desde a Revolução do 5 de Outubro de 1910 até à atualidade.

Ao longo da visita, os alunos tiveram a possibilidade de analisar a galeria oficial dos 19 Presidentes da República até à data, ficando a conhecer um pouco mais da sua biografia. Puderam também admirar uma exposição tradicional de peças de coleção relacionadas com a História da República (como o célebre relógio de bolso do Tenente Mendes Cabeçadas Júnior, Oficial da Marinha, que marcou a “hora zero” da Implantação da República Portuguesa), apreciar as ordens honoríficas portuguesas, contemplar os presentes oficiais que, ao longo dos tempos, têm sido ofertados aos diversos Presidentes da República e, por fim, utilizar as várias aplicações multimédia existentes no Museu.

No final, aproveitaram para visitar os espaços circundantes e trocar algumas impressões a propósito das instituições políticas portuguesas e da relação dos cidadãos com a política.

Posteriormente, seguiram para a Sede do Comité Olímpico Português (COP), onde ficaram a conhecer parte de história dos Jogos Olímpicos bem como os princípios e valores fundamentais do Olimpismo, em particular nos domínios do desporto e da educação. Estiveram à conversa com o ex-atleta olímpico Joaquim Videira, e ficaram a saber pormenores do olimpismo nacional e mundial.

Já da parte da tarde, o grupo dirigiu-se ao Colégio Pedro Arrupe para assistir à representação da peça vicentina “Auto da Barca do Inferno”, levada à cena pela companhia de teatro Cultural Kids.

Nos primeiros dez minutos, os alunos foram conduzidos virtualmente ao mundo teatral, com recurso a tecnologia multimédia, ficando a conhecer não só os bastidores do teatro como também alguns truques cénicos utilizados nos espetáculos teatrais. Depois, numa peça alegórica, onde a diversão, o ritmo, o dinamismo e a interação se fizeram sentir, “viajaram” até ao período quinhentista, para melhor compreenderem o contexto que serviu de base à elaboração deste auto de moralidade escrito por Gil Vicente.

Graças ao excelente desempenho dos atores, que puseram em prática o lema “ridendo castigat mores” (a rir se corrigem os costumes), foi fácil perceber as críticas dirigidas à sociedade portuguesa do século XVI. Ver o sarcástico Diabo, o Fidalgo tão presunçoso ou as patetices do Parvo, a par da desonestidade do Sapateiro, da devassidão do Frade ou das manhas da ardilosa Brísida Vaz, deu aso a largas gargalhadas, pelo que esta foi uma boa forma de entrelaçar aprendizagens e fruição artística.

Por fim, finalizado o espetáculo teatral, alunos e professores dirigiram-se para o Pavilhão do Conhecimento, a fim de contemplarem uma exposição intitulada Pum! A vida secreta dos intestinos.

E que empolgante foi esta “viagem” pelo nosso órgão mais subestimado: os intestinos! Uma aventura que permitiu aos “viajantes” não só seguir o percurso dos alimentos ao longo de todo o tubo digestivo, tendo os alunos interagido na exposição de uma forma lúdica, como, consequentemente, consolidar os conhecimentos adquiridos na disciplina de Ciências Naturais.

Este foi um dia de pleno e saudável convívio, onde conhecimentos e emoções andaram de mãos dadas.

Os alunos dos 9.os A e B

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s