Sem pontapés na gramática!

A língua é um dos traços mais importantes da nossa identidade nacional, logo é preciso valorizá-la.

Uma língua tão rica quanto a nossa, a tão nobre língua portuguesa, tem naturalmente muitas rasteiras e ratoeiras, mas basta um bocadinho de atenção para não resvalarmos na gramática.

Sabias, por exemplo, que uma ovelha é ronhosa e não ranhosa, mesmo que ande constipada? E que a expressão “mal e porcamente”, usada erroneamente por muitas pessoas, nada tem a ver com os simpáticos suínos?

Na rubrica Sem pontapés na gramática vais ficar a conhecer alguns dos erros mais comuns que desgraçam a ilustre língua portuguesa.

Por isso, se queres ler, escrever e falar sem erros, acompanha os artigos publicados no teu jornal escolar online e torna-te um mestre na arte de bem falar e bem escrever em bom português.

As professoras,

Ana Gameiro e Clara Neves

 

  1. “Nós” e “A gente”…

As voltas que a língua dá (ou que a gente dá) às palavras que, coitadas, não têm culpa do desconhecimento dos seus falantes!

Ouve-se às vezes dizer que é incorreto o uso da expressão “a gente”. Ora, o que é incorreto é usar a expressão “a gente” com o verbo na primeira pessoa do plural!

A gente” pede, assim, o uso do verbo na 3.ª pessoa do singular e “Nós” usa-se com o verbo na 1.ª pessoa do plural.

Concluindo:

“A gente fazemos”? Não!!! “A gente faz.” Ou então: “Nós fazemos.”

Para bem falares e bem escreveres não percas a próxima rubrica de Sem Pontapés na Gramática.

Até para a semana e… cuidado com a língua!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s