A robótica na sala de aula

 

Quais as melhorias que a robótica trouxe à sala de aula?

Segundo (Ribeiro et al. 2007)[7] as potencialidades da robótica educativa no processo Ensino/ Aprendizagem estão organizadas em várias vertentes que são as descritas em seguida:

1º Motivação e entusiasmo dos alunos – segundo estes autores e recolhidos alguns relatos de alguns investigadores, dizem que a robótica por si só já é motivadora, pois até “querem trabalhar nos próprios tempos livres”. (Portsmore et al., 2001, citado por Ribeiro et al.), bem como os alunos desatentos que demonstravam uma falta de entusiamo na concretização de novas tarefas (Rogers e Portsmore, 2004, citado por Ribeiro et al.). Segundo as palavras de Azevedo et al. (n.d.) “…a robótica pedagógica não precisa de ser uma disciplina isolada (atividade fim) ou um “cursinho”, ela pode ser usada pelo professor de qualquer disciplina como ferramenta (actividade, meio) para beneficiar o processo de ensino – aprendizagem e a construção do conhecimento do aluno.” [3]

2º Interdisciplinaridade[1] – a robótica é considerada a área que mais disciplinas podem abarcar, tais como: Matemática, Informática, Mecânica, Eletrónica, Artes Plásticas, Inglês, Português, Física, entre outras. Segundo o relato dos participantes no evento Roboparty, também identificaram algumas destas disciplinas as que foram brindadas com a participação destes, na robótica.

3º Resolução de problemas – os alunos são confrontados com vários problemas do seu dia-a-dia que têm de resolver. Muitas vezes são problemas que numa primeira abordagem podem ser de difícil resolução, no entanto, usando esta metodologia, estes problemas, os alunos sabem que irão resolvê-los.

4º Trabalho em equipa e competências de comunicação – esta realidade foi observada in loco no evento. Todas as equipas eram compostas por pequenos grupos de turmas diferentes, o que levava a que houvesse uma boa interação entre a equipa no seu todo. Quando os alunos são da mesma turma e se conhecem, pode ser mais fácil o diálogo entre os seus pares, neste caso, havia essa comunicação, porque tinham um objetivo transversal a todos os elementos da equipa, e essa comunicação ocorria naturalmente. Uma outra situação também relatada é a interajuda entre os elementos da equipa e mesmo das equipas concorrentes.

5º Imaginação e criatividade – segundo Ribeiro et al. “Os processos de construção e programação de robôs envolvem todo este processo de criatividade convidando os alunos a inovarem no processo de resolução de situações problemáticas.”

6º Raciocínio lógico e pensamento abstrato – a programação é baseada num raciocínio lógico e deve existir uma abstração para se conseguir prever muitos comportamentos dos robôs. Na programação dos robôs é preciso escrever o código não é como carregar num botão e o robô começa a movimentar-se. Para tal é necessário que o aluno possua uma abstração para antecipar os movimentos do robô e os possíveis erros, de forma a corrigi-los. [7]

Estas são algumas das vantagens apresentadas pelos autores do artigo sobre “Ambientes Emergentes”, em semelhança de muitos outros investigadores, nacionais e mesmo internacionais. As opiniões são unânimes.

Segundo Vargas et al. (2012) “A utilização da robótica educativa como ferramenta do processo ensino aprendizagem, torna o ambiente académico mais atraente e enfatiza um apelo lúdico ao mesmo, propiciando a experimentação e estimulando a criatividade.” [8] Segundo Azevedo et al “ O professor neste contexto de educar pode mediar o conhecimento, ajudando o aluno a construir/desconstruir e testar hipóteses para solucionar problemas que estão relacionados com disciplinas curriculares e o seu dia-a-dia, valorizando o trabalho em equipa e com isso estimulando também valores e atitudes.” [3] Segundo as palavras de Miranda&Suanno (2009) “Cabe ao professor administrar esse novo mundo que lhe é apresentado, fazendo aflorar um novo tipo de educador, mais dinâmico, crítico e preparado para os novos desafios da educação. Assim, ele torna-se um eterno aprendiz que renova o seu conhecimento diariamente.”[9]

Se a robótica educativa propicia desenvolver capacidades dos alunos, porque é que ainda não é usada em todas as escolas? Neste âmbito, as respostas são unânimes. As principais razões apontadas segundo Ribeiro et al. (2007) são as descritas em seguida:

– Falta de formação de professores;

– Custo dos materiais;

– Inexistência de materiais pedagógicos desenvolvidos que possam ser trabalhados por professores e alunos da sala de aula.

Para Francisco et al., 2010, a robótica não se usa mais, em sala de aula, porque “… apontam a ausência de preparação tecnológica como obstáculo à consolidação da Robótica nas salas de aulas e nos currículos, indicando, para tanto, a importância da formação dos professores.” [10]

Para Miranda & Suanno (2009) as limitações da robótica são as seguintes:

– Falta de qualificação profissional (robótica educativa);

– Falta de diversidade de kits de robótica e os preços elevados de aquisição/ qualificação de pessoal;

– Perigo da superlotação da sala de aula de robótica e, por consequência, a ineficácia da aula como ferramenta inovadora do processo ensino/aprendizagem;

– Falta de políticas públicas eficazes de incentivo ao uso de novas tecnologias aplicadas à educação, assim como o problema do viés mercadológico que a robótica pedagógica pode ter, causando uma tecnologização. [9]

Todos estes autores, portugueses e brasileiros, detetam as mesmas limitações no uso da robótica como uma ferramenta “poderosa” no processo ensino/ aprendizagem. Mas quero crer com o avanço da tecnologia e os vários estudos que têm sido feitos e vão continuar a fazer-se que possa vir a haver um grande avanço e assim usar os robôs como uma nova metodologia de ensino.

[1] Interdisciplinaridade – segundo (Pacheco, 2001 ) utiliza-se com significados diferentes, podendo representar tanto a simples interação entre duas ou mais disciplinas como a fusão de várias disciplinas numa só , (citando Torres, 2004) [12]

 

Professora Fátima Santos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s