Poesia

A cidade

 

 

Numa janela via uma cidade

com muitas casas amarelas

pintadas com aguarelas

cheias de ambiguidade.

 

Aí pessoas foram encontradas

todas a descansar

porque foram ordenadas

pelo senhorio a jogar.

 

 

 

 

 

Filipe Serra, 8ºA

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: