POESIA

Eu era um cavaleiro navegante

 

Eu era um cavaleiro navegante,

Que andava a navegar,

Para encontrar um lugar

Onde pudesse conhecer

A luz do meu olhar .

 

Tinha um cavalo saltitão

Que só gostava de saltitar

E por isso, muitas vezes,

Tinha de andar a pé

Se não queria focinhar.

 

Naveguei, naveguei, naveguei,

Até que encontrei

Uma terra a que chamam

Terra dos Navegantes.

 

Aí encontrei

Um sol muito brilhante,

Que não sabia eu

Que me faria ficar

Naquela terra

Daí adiante.

 

Ah, mas quem diria

Que o meu cavalo saltitão

Ficaria apanhado de todo

Por uma égua que lhe chegou

Ao coração.

 

Tiago Fernandes, 8ºA

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: