Em Abril, ideias mil: “O lado profundo de um douradinho”

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

(Clica na foto para veres a reportagem completa.)

Regressados das férias da Páscoa e com as ideias a fervilhar, hoje o tema da conversa filosófica partiu de um douradinho, um peixe de plástico, uma maçã e um boião de fruta. Sim, porque nem tudo o que parece é, e se há coisas difíceis de desvendar é a verdade.

– “Parece peixe, mas não é.” P.S.

– “Não é maçã por fora, mas é por dentro.” G.M.

– “Há coisas que são e outras não.” M.

– “Lá dentro do douradinho é peixe.” B.

– “Tem forma de peixe mas não é peixe.” V.

– “Porquê?” R. S.

– “Porque não é verdadeiro.” L.

– “E como sabemos a verdade de uma coisa?” R. S.

– “Isso é um mistério”. P

E assim caminhámos do douradinho para a realidade profunda, a que não muda consoante os olhares e as circunstâncias. A que se dá a conhecer na gestualidade do ser e que é percetível ao olhar destas crianças da forma mais autêntica.

Eu, deixei-me tocar pela genuinidade da vivência destas crianças e mais uma vez saí surpreendida e orgulhosa pela sua capacidade de dialogar filosoficamente. O meu espanto tem sido infindável. E quanto ao mistério da Verdade, este apesar de complexo não mete medo a esta comunidade, prontos para questionar, pensar em conjunto, voltaremos a grandes descobertas: Saberemos, realmente, o que uma coisa ou pessoa é? Como posso saber verdadeiramente?

Até à próxima, e em que muito temos a aprender com estes pequenos grandes pensadores.

Prof. Renata Sequeira

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: