Carta de Ulisses a Penélope

ulisses

   Troia,17 de janeiro

Minha Querida Penélope,
Envio-te esta carta para que saibas que ainda estou vivo e também para te contar uma grande novidade: Após dez difíceis e longos anos, conseguimos vencer os troianos.
“E como a ganharam?”, perguntarás tu. Bom foi graças a uma ideia que eu tive.
Decidi construir um bonito cavalo de pau. A sua beleza foi inspirada em ti, minha querida.
Esse cavalo tinha uma pequena porta para alguns dos meus marinheiros e eu nos escondemos, enquanto os outros fingiram que se tinham ido embora para Ítaca.
Depois colocámos o cavalo às portas de Troia em ar de homenagem.
Como os Troianos sabiam que nós, os Gregos, não éramos parvos, demoraram três
dias até abrir as portas de Troia.
Quando viram o nosso lindo cavalo, levaram-no para a praça principal e, muito espantados, não sabiam que destino dar àquele estranho presente. “Destrói-se com os machados” disseram uns e nós lá dentro. De imediato, outros disseram: ”Queima-se” e nós apavorados, tremíamos como varas verdes. Finalmente, alguém disse: “É um cavalo muito bonito, vamos oferecê-lo aos nossos deuses.”. Todos concordaram e nós sentimo-nos aliviados.
Passaram-se quatro dias de festa entre os troianos. Ao quarto dia, já estavam todos sem forças para nada.
Quando tudo acalmou, eu abri a portinha do cavalinho e as portas de Troia para os outros homens entrarem.
Olha Penélope, já não existe Troia. Destruímos tudo e salvamos a nossa querida princesa Helena.
Agora só penso em voltar para os teus braços e abraçar o nosso filho. Que grande já deve estar!
Adeus, meu amor! Espero regressar muito em breve.

Com muitos beijinhos do teu fiel marido,
Ulisses

P.S.- Recebi o título de “Destruidor de Troia”. Quando chegar à nossa linda Ítaca, jamais te deixarei de novo!

Mónica Silva, 6ºC

ulisses (1)

Troia, 28 de junho

Querida Penélope,

Espero que estejas bem, estou a escrever-te esta carta para tu saberes que eu ainda estou vivo.
Tenho boas notícias para ti, meu amor: acabei de vencer a guerra de Troia e salvei a rainha Helena. Espero que não fiques com ciúmes.
A cidade ficou completamente destruída, não ficou pedra sobre pedra!
Depois da batalha fiquei conhecido como “O Destruidor de Troia”.
Tratou-se de uma grande vitória e todos me reconheceram como um grande herói.
Estou de partida e, como deves calcular, tenho muitas histórias para contar e estou cheio de saudades tuas e do nosso filho Telémaco.

Muitos Beijinhos,

Ulisses

P. S. – Levo um presente especial para ti e para o Telémaco.
Volto em breve.

                                                                                              Pilar  Costa, 6ºC

Cartas elaboradas no âmbito do estudo da obra – Ulisses, de Maria Alberta Menéres – sob a orientação da professora Clara Neves

Anúncios

Uma resposta

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: