À sombra de Bocage

Manuel Maria Barbosa du Bocage
Manuel Maria Barbosa du Bocage

Desafio lançado a alunos de Literatura Portuguesa:

Redigir um poema, construído por quadras de rima cruzada, cujo tema seja a natureza. Na composição, não poderiam incluir nenhum verso integral dos textos de Bocage, mas deveriam basear-se no vocabulário utilizado em alguns dos poemas estudados do autor.

Resultado:

Vê, Marília, o Tejo agreste

Envolto em ares de mil cores

As aves soam de nordeste

Notando a beleza dos amores

Marília, vem comigo

Louvar campos ardentes

Lograr a fértil natureza contigo

Beijando as perfeições das flores inocentes

O Outono chegou,

As flores começam a recolher.

As aves ele levou

O vento sopra, creio que vai chover.

As folhas vagueiam no ar,

Os campos brancos com tamanha beleza

O vento ouve-se a soprar

Estas são as perfeições da Natureza.

Autores: Leonardo e Marisa

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s