VULCÕES E SISMOS NOS AÇORES

Os vulcões e os sismos sempre causaram temor, respeito e curiosidade nos seres humanos. À semelhança de outros fenómenos que não conseguimos explicar, estas duas manifestações naturais estiveram na base de muitas lendas e mitos criados pelos povos da Terra, ao longo dos tempos. No último século, graças ao desenvolvimento tecnológico e ao empenho de muitos cientistas, conseguiu-se compreender porque ocorrem erupções vulcânicas e sismos, onde e como ocorrem.

Habituados a ver na televisão documentários sobre estas manifestações em países longínquos, muitas vezes nem nos apercebemos do enorme património natural do nosso país. O arquipélago dos Açores constitui um local único para o estudo do vulcanismo e atividade sísmica.

Incluído no programa de Biologia e Geologia de 10º ano os alunos do 10ºA realizaram uma pequena pesquisa sobre a geotectónica, vulcanologia e sismologia do arquipélago açoriano. Ao longo de algumas semanas poderão consultar neste espaço os textos por eles elaborados.

A professora: Helena Aparício Antunes

Sismos nos Açores

Os Açores estão localizados no chamado Ponto Triplo, uma vez que se situam no limite de três placas tectónicas, que são a placa americana, a euro-asiática e a placa africana.

Os vestígios de  vulcanismo   encontram-se, no arquipélago, um pouco por todo o lado. Todas elas possuem aspetos paisagísticos que refletem o tipo de actividade vulcânica ocorrida no passado.

O Arquipélago dos Açores apresenta uma sismicidade importante no contexto nacional, associada quer à tectónica activa dos Açores, alguns aspetos ainda hoje podem ser observados, embora os agentes erosivos já tenham atuado alterando a paisagem das ilhas. As manifestações de vulcanismo atenuado, que não têm a espetacularidade das atividades vulcânicas eruptivas, mas causa também menos prejuízos económicos às populações, podem trazer benefícios para as populações locais.

A atividade sísmica de natureza tectónica, isto é, a associada às principais falhas ativas existentes na Região dos Açores, manifesta-se usualmente sob a forma de um elevado número de microssismos registados anualmente na rede sísmica do arquipélago, ocasionalmente sob a forma de enxames sísmicos. Periodicamente, contudo, as ilhas dos Açores são sacudidas por sismos moderados a fortes, mais energéticos, os quais afectam uma ou mais ilhas do arquipélago e causam destruições e impactes económicos significativos. Após 1947, as principais crises sísmicas que afetaram os Açores traduzem-se pelos “picos” de sismicidade.

http://www.meteopt.com/forum/sismologia-vulcanismo/sismologia-vulcanismo-nos-acores-2286.html

Alexandre Miguel Nº1 10ºA

Jorge Miguel Nº14 10ºA

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: